Itamaraty confirma morte de brasileiro que estava desaparecido. Ranani Glazer, de 24 anos, foi vítima dos ataques violentos do Hamas. Foto: Ranani Glazer/Instagram

A manhã desta terça-feira (10) trouxe uma notícia triste e preocupante para o Brasil. O Itamaraty confirmou a morte de Ranani Nidejelski Glazer, um jovem brasileiro de 24 anos, que estava desaparecido após os ataques violentos do Hamas na Faixa de Gaza. Ranani, que era natural do Rio Grande do Sul, estava em Israel para participar da festa rave Universo Paralello, que ocorria próximo à zona de conflito.

Detalhes do Ataque

No último sábado (7), a festa foi abruptamente interrompida pelos ataques. O local, que deveria ser de celebração e alegria, transformou-se em uma cena de devastação. Após a tragédia, mais de 260 corpos foram encontrados, e entre eles estava o de Ranani. A notícia da morte do jovem brasileiro causou grande comoção, tanto no Brasil quanto em Israel.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Posicionamento do Governo Brasileiro

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva compartilhou uma nota oficial sobre o ocorrido. Nela, o governo brasileiro expressa seu “profundo pesar” pela morte de Ranani e se solidariza com a família, amigos e todos que o conheciam. Além disso, a nota reforça o repúdio do Brasil a todos os atos de violência, especialmente contra civis. O país se posiciona firmemente contra qualquer forma de agressão e destaca a importância da paz e do respeito à vida.

A morte de Ranani Glazer é um triste lembrete de que a violência não escolhe vítimas e pode afetar qualquer um, independentemente de sua nacionalidade. O Brasil, assim como o mundo, espera por dias mais pacíficos, onde eventos trágicos como este sejam apenas lembranças de um passado distante.

Com info da Agencia Brasil

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).