Integrantes do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de São Paulo (CPOR/SP), juntamente com a Sociedade de Amigos do CPOR/SP, estão se preparando para uma viagem significativa à Itália. Esta jornada tem como objetivo prestar homenagens aos combatentes da Força Expedicionária Brasileira (FEB), que desempenharam um papel crucial durante a Segunda Guerra Mundial. Este evento é particularmente especial, pois marca os 80 anos da chegada da FEB à Itália e os 79 anos do término do conflito.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Eternização do Legado da FEB

blank

As homenagens serão realizadas em várias localidades históricas por onde a FEB lutou, incluindo o Castelo de Montese, que será o cenário principal para as celebrações. Aí, serão eternizados os nomes de quarenta pracinhas formados pelo CPOR/SP, cuja bravura será reconhecida permanentemente em uma placa no museu local. Esta placa é uma réplica da que já existe no pátio do Centro Solar dos Andradas, símbolo de valor e sacrifício desde 1964.

Itinerário da Comemoração

A comitiva realizará um “giro no horizonte” por Montese e outras localidades próximas ao Monte Castelo, palco da mais extensa e desafiadora batalha enfrentada pela FEB na guerra. Entre os pontos de interesse estão Porreta Terme, Gaggio Montano, e Sasso di Rocca, onde serão realizadas aposições de placas comemorativas. Estes eventos não apenas honram os heróis brasileiros, mas também fortalecem os laços culturais e históricos entre Brasil e Itália.

A Importância da Memória e do Reconhecimento

Douglas Ramos, Presidente Executivo da Sociedade de Amigos do CPOR/SP, ressaltou a importância desta iniciativa como um meio de preservar e exaltar a história da FEB e a formação dos oficiais da reserva. Ele enfatizou que os ensinamentos e sacrifícios dos tenentes, como o Tenente Amaro, devem servir de inspiração para as novas gerações. Este evento também serve como um lembrete do preço da liberdade e da paz, custos muitas vezes pagos com a vida dos jovens soldados.

Homenagens Cruzadas e Legado Familiar

A cerimônia de homenagem será também uma oportunidade para reconhecer as famílias dos veteranos, como os filhos do Tenente José Alfio Piason, que expressaram orgulho e gratidão pelo reconhecimento dos sacrifícios de seu pai. A emoção e a honra compartilhadas por essas famílias ressoam com a importância do evento, que celebra não apenas a história militar, mas também o espírito humano de resiliência e coragem.

Marcelo Barros, com informações do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).