Em uma iniciativa para fortalecer as operações marítimas e a segurança ambiental, uma comitiva da Capitania dos Portos do Espírito Santo (CPES) realizou uma visita técnica à sede da Petrobras S.A. no Espírito Santo, no dia 15 de abril. O encontro teve como foco principal aprimorar os conhecimentos relacionados à segurança do tráfego aquaviário e à prevenção da poluição ambiental por plataformas e embarcações envolvidas na produção de petróleo.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Intercâmbio de Conhecimentos e Tecnologias

blank

Durante a visita, o Capitão dos Portos do Espírito Santo e sua equipe foram introduzidos às operações e à infraestrutura da Petrobras, incluindo uma apresentação detalhada sobre a história da empresa, suas atividades offshore e as perspectivas futuras. Destacou-se a visita ao Centro de Operações Integradas, onde a comitiva pôde conhecer as salas de controle remoto e as tecnologias empregadas na exploração e produção de petróleo, como a inspeção remota via câmera de realidade mista.

Contribuições da Petrobras para o Estado

A Petrobras é uma peça central na economia do Espírito Santo, produzindo diariamente 161 mil barris de petróleo através das plataformas FPSO Cidade Anchieta, P-58 e P-57. Essa capacidade produtiva não apenas sustenta a economia local mas também posiciona o estado como um importante polo de atividades marítimas e energéticas no Brasil.

Objetivos Mútuos em Segurança e Desenvolvimento

A colaboração entre a CPES e a Petrobras reflete um esforço conjunto para garantir a segurança da navegação e a integridade do ambiente marinho. Essas iniciativas são cruciais para o cumprimento das atribuições da Capitania como Agente da Autoridade Marítima e reforçam o compromisso com o uso sustentável dos recursos marítimos.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).