Fotos: Alberto Maraux / SSP-BA

Logo nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (15), as forças de segurança da Bahia entraram em ação. A Polícia Federal e a Secretaria da Segurança Pública, com o importante apoio da Marinha do Brasil, deflagraram a Operação Terra Livre. O objetivo principal da ação integrada é combater uma facção criminosa que tem causado insegurança e pânico na população, através de explosões de bancos, tráfico de drogas e homicídios.

Ação conjunta na Região Metropolitana de Salvador

A Operação Terra Livre mobiliza cerca de 70 agentes entre policiais federais, militares e civis. Eles estão nas ruas da Região Metropolitana de Salvador (RMS) para cumprir uma série de ordens judiciais. Os alvos são imóveis utilizados pelo grupo criminoso, que são de vital importância para a logística e a operação da facção. A identificação e o mapeamento desses locais foram feitos a partir de um trabalho minucioso de investigação, que agora resulta nessa grande operação.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Apoio aéreo e naval na operação

O apoio da Marinha do Brasil e da Polícia Militar tem sido fundamental para o sucesso da Operação Terra Livre. Embarcações da Marinha estão sendo utilizadas para auxiliar nas ações em regiões costeiras e fluviais, enquanto aeronaves da PM, como helicópteros e drones, fornecem suporte aéreo. Esse aparato, além de facilitar a mobilidade e a rapidez das equipes, também tem um papel crucial na segurança dos agentes envolvidos na operação.

Combate ao crime organizado na Bahia

A Operação Terra Livre é mais um exemplo do compromisso das forças de segurança da Bahia com a proteção da população. Através de ações como essa, o Estado demonstra que não vai tolerar a ação de grupos criminosos que tentam impor o medo e a violência. A luta contra o crime organizado é contínua e exige o esforço conjunto de todas as esferas da segurança pública.