Na manhã de um sábado, enquanto muitos aproveitavam o início do fim de semana, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recebeu um chamado especial. O Rio Transplante, um programa estadual dedicado a transplantes de órgãos, precisava de ajuda urgente. A missão? Transportar médicos do Rio de Janeiro até Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, para a captação de um fígado que poderia salvar uma vida.

Operação Relâmpago

imagem 2023 08 07 061434945

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Às 8h da manhã, o Núcleo de Operações Aéreas (NOA-RJ) da PRF já estava em ação. Três médicos foram embarcados em um helicóptero que decolou da Lagoa, na Zona Sul do Rio, rumo ao Hospital Geral Dr. Beda, em Campos. A viagem, que durou cerca de uma hora e 20 minutos, foi tensa e carregada de esperança. Com o órgão extraído com sucesso, a equipe retornou à capital, entregando o fígado ao Hospital Adventista Silvestre, no Cosme Velho. Mais uma missão de vida concluída com êxito.

Parceria que Salva Vidas

Esta não foi a primeira vez que a PRF no Rio de Janeiro se envolveu em uma operação de transporte de órgãos. Em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde, essa cooperação teve início em julho deste ano e já tem mostrado seu valor inestimável. A combinação de expertise, recursos e dedicação de ambas as partes tem sido crucial para garantir que órgãos vitais cheguem a tempo de fazer a diferença.

NOA-RJ: Anjos do Céu

Fundado em 2016, o Núcleo de Operações Aéreas (NOA-RJ) tem sido um pilar na missão da PRF de preservar vidas. Localizado na sede da superintendência da PRF no estado, o NOA-RJ possui um helicóptero multimissão modelo AW119 (Koala), equipado para diversas operações, desde policiamento até serviço aeromédico. Missões como esta, que buscam a preservação da vida, estão no cerne das atividades da PRF, reforçando seu compromisso inabalável com a comunidade.