No aniversário de 30 anos da partida de Ayrton Senna, a Força Aérea Brasileira relembra a parceria especial e os momentos significativos compartilhados com o ícone do automobilismo mundial. Senna, conhecido por sua destreza nas pistas, também vivenciou a velocidade nas alturas, pilotando junto à elite da aviação brasileira, uma experiência que reforçou o seu amor pelo Brasil e inspirou muitos a seguir seus sonhos com a mesma determinação e paixão.

Voos memoráveis que marcaram épocas

blank

A interação entre Senna e a FAB foi além das celebrações formais. Em 1989, o Esquadrão Jaguar da Base Aérea de Anápolis teve o privilégio de receber o então campeão mundial para um voo em um dos ágeis Mirage III. Esse encontro não foi apenas um passeio, mas uma fusão de duas formas de excelência em velocidade: uma nas pistas e outra nos céus. Este voo é lembrado não apenas como um marco na carreira de Senna, mas como uma demonstração de suas multifacetadas paixões e habilidades.

Reconhecimento e honrarias ao herói nacional

Além dos voos, Ayrton Senna foi reconhecido pela FAB com distinções que refletem seu valor tanto para a instituição quanto para o país. Em 1987, ele foi agraciado com a Medalha Mérito Santos Dumont e, mais tarde, em 1993, com a Medalha da Ordem do Mérito Aeronáutico, Grau Cavaleiro. Estas condecorações são testemunhos do respeito e admiração que a Força Aérea nutre por Senna, não apenas como esportista, mas como um verdadeiro patriota que elevou o nome do Brasil no cenário mundial.

Preservação da memória através da educação e exposição

Para aqueles interessados em conhecer mais profundamente essa fascinante interseção entre aeronáutica e automobilismo, o Mirage III, aeronave que Senna pilotou, está exposto no Museu Aeroespacial no Rio de Janeiro. Este avião serve não apenas como uma peça de exibição, mas como um educador silencioso, contando a história de como os caminhos de Senna e da FAB se cruzaram em um voo que permanece emblemático.

Legado duradouro de um ícone brasileiro

A FAB e Ayrton Senna compartilham uma história de orgulho e excelência, elementos que continuam a inspirar gerações. As celebrações e homenagens a Senna reafirmam o compromisso da Força Aérea em valorizar aqueles que contribuem significativamente para o espírito nacional. Senna, com sua vida e carreira, ensina a todos o poder da dedicação e do patriotismo, um legado que a FAB tem orgulho de preservar e honrar.

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).