Benjamin Constant (AM) – O Comando de Fronteira Solimões/8º Batalhão de Infantaria de Selva promoveu uma ação cívico-social (ACISO) no município de Benjamin Constant, localizado na tríplice fronteira, Brasil, Colômbia e Peru. A atividade está inserida na Operação Ágata 2023 que visa coibir crimes ambientais e fronteiriços na região do Vale do Javari.

Após realizar um deslocamento fluvial, entre municípios de Tabatinga e Benjamin Constant, aproximadamente 25km pelo rio Solimões, universitários dos cursos de Ciências da Saúde da Universidade do Estado do Amazonas, militares do Hospital de Guarnição de Tabatinga (HGuT) e do 8º BIS ofereceram serviços gratuitos à população. A ACISO disponibilizou atendimento odontológico, pediátrico, ortopedia, ginecologista, gastroenterologia, dermatologia e clínico geral na UBS Alcino Castelo Branco cedida pela Prefeitura Municipal, bem como atendimento veterinário.

As Guerreiras do Grupo Beneficente Forte São Francisco promoveram oficina de pintura para as crianças e a Banda de Música do 8º BIS se apresentou na praça central da cidade. Além disso, aos jovens foram oferecidos corte de cabelo gratuito e orientações sobre o Serviço Militar.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O Comandante do 8º BIS, Tenente-Coronel Afonso destacou que o objetivo da ação foi oferecer serviços gratuitos à população local e às comunidades próximas, como parte da Mão Amiga do Exército Brasileiro.

O dia dedicado ao ACISO beneficiou a comunidade com mais de 900 atendimentos entre procedimentos odontológicos, atendimentos clínicos e especializados, saúde da mulher, ortopedia, assessoria jurídica, vacinação, entre outros, e contou ainda com a apresentação da banda de música do Exército.

Mão Amiga
Durante a ACISO foram realizadas 35 consultas odontológicas; 274 procedimentos odontológicos; um total de 371 consultas médicas entre clínico geral, pediatra, ginecologia, mastologia, ortopedia, gastroenterologia e dermatologia tropical.

Entre os procedimentos médicos foram realizados 100 atendimentos a mulheres e 18 no segmento de ortopedia. Entre os procedimentos de enfermagem foram realizados 13 doações de sangue e aplicadas 12 vacinas. Foram realizados ainda 180 exames e entregues 555 medicamentos.

Foram prestados ainda 50 atendimentos veterinários; seis atendimentos de cunho jurídico; foram realizados 60 cortes de cabelo.

 

Fonte: Comando do Comando Militar da Amazônia

 

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).