O Banco do Nordeste do Brasil (BNB) abre novas portas para profissionais que buscam uma carreira promissora no setor bancário. Com a oferta de 710 vagas para o cargo de analista bancário, o concurso público organizado pela Fundação Cesgranrio promete ser uma oportunidade significativa para muitos. As inscrições, abertas a partir das 10h desta sexta-feira (2), marcam o início de um processo que pode mudar a vida de muitos candidatos.

Benefícios e Oportunidades

A remuneração inicial de R$ 3.788,16, para uma jornada de 30 horas semanais, é apenas o começo. Os benefícios oferecidos pelo BNB, incluindo auxílio-refeição, cesta alimentação, auxílio-creche e seguro de vida, tornam a proposta ainda mais atraente. Com 410 vagas para contratação imediata e 300 para cadastro de reserva, o concurso também garante uma oportunidade justa, reservando vagas para pessoas negras e com deficiência.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Etapas do Concurso

Os candidatos serão avaliados por meio de uma prova de múltipla escolha, que abrange conhecimentos básicos e específicos, refletindo a seriedade e o comprometimento do BNB em selecionar os melhores profissionais. A prova, marcada para 28 de abril, é apenas uma das etapas do processo, que inclui ainda avaliação biopsicossocial e aferição da autodeclaração dos candidatos que concorrem às vagas reservadas.

Alcance e Impacto

Os aprovados no concurso terão a chance de trabalhar em diversos locais, desde capitais até cidades do interior, em todos os estados do Nordeste. Essa amplitude de atuação não apenas reflete a importância do BNB na região, mas também oferece uma oportunidade única para os profissionais de fazerem a diferença nas comunidades em que servirão.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).