Imagem: Defesa em Foco

Em 23 de novembro, a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) entregou um importante documento à Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA): “Cartografias do Crime: Salvador”. Esta iniciativa, resultante de uma colaboração entre ABIN e SSP-BA, com apoio de outros parceiros do Sistema Brasileiro de Inteligência (Sisbin), é um marco no esforço conjunto de mapeamento do crime organizado na cidade de Salvador.

Detalhes do Relatório

O documento, classificado como reservado, apresenta mapas de alta resolução e textos analíticos, oferecendo uma visão detalhada da ocupação territorial pelas organizações criminosas em Salvador. Essas informações são cruciais para compreender melhor o contexto e as dinâmicas do crime organizado em cada área da cidade, possibilitando uma abordagem mais estratégica e direcionada nas ações de segurança pública.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Impacto na Segurança Pública

A entrega do “Cartografias do Crime: Salvador” representa um avanço significativo na integração e cooperação entre a ABIN e a SSP-BA. Marcelo Werner, secretário de Segurança Pública da Bahia, expressou gratidão pela parceria e confiança com a ABIN. Ele destacou que o Mapa do Crime Organizado, o compartilhamento de informações e o intercâmbio de cursos entre as instituições são fundamentais para orientar o planejamento operacional na Bahia. Os resultados alcançados em 2023 são um testemunho do sucesso desta integração.

Perspectivas Futuras

A colaboração entre a ABIN e a SSP-BA na criação do “Cartografias do Crime: Salvador” é um exemplo de como a parceria entre agências de inteligência e órgãos de segurança pública pode fortalecer as estratégias de combate ao crime organizado. A continuidade desta parceria e a troca constante de informações e recursos entre as duas entidades são essenciais para aprimorar ainda mais as táticas de segurança pública e enfrentar eficazmente os desafios impostos pelo crime organizado.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).