O governo russo lançou uma série de mísseis durante a hora do rush em direção à Ucrânia na quinta-feira, matando pelo menos uma pessoa. O lançamento ocorreu um dia depois que a Ucrânia receber promessas de tanques ocidentais para tentar conter a invasão russa. Moscou reagiu com fúria aos anúncios alemães e americanos e anteriormente respondeu aos aparentes sucessos da Ucrânia com ataques aéreos que deixaram milhões sem energia, aquecimento ou água. Oficiais militares ucranianos afirmaram que derrubaram todos os 24 drones enviados pela Rússia durante a noite, incluindo 15 ao redor da capital, sem danos relatados. No entanto, logo depois, alarmes de ataque aéreo soaram em toda a Ucrânia enquanto as pessoas se dirigiam para o trabalho e autoridades seniores disseram que as defesas aéreas estavam derrubando mísseis. O Kremlin afirmou que vê a promessa de entrega de tanques ocidentais à Ucrânia como “envolvimento direto” dos Estados Unidos e da Europa no conflito de 11 meses, o que ambos negam.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).