Image by Freepik

A perícia grafotécnica e a grafoscopia são áreas da ciência forense que se dedicam ao estudo e análise da escrita manuscrita e assinaturas, com o objetivo de identificar a autoria de um documento, detectar falsificações e fornecer informações relevantes em investigações criminais e processos judiciais. Este artigo abordará os fundamentos da perícia grafotécnica e da grafoscopia, bem como suas aplicações práticas e a importância dessas técnicas na investigação forense.

O que é Perícia Grafotécnica?

A perícia grafotécnica é uma área da ciência forense que se concentra na análise de documentos manuscritos e assinaturas, com o intuito de determinar a autenticidade e a autoria desses documentos. Através do exame de características como traçado, pressão, inclinação e outros elementos da escrita, os peritos grafotécnicos são capazes de identificar se um documento foi escrito pela pessoa alegada ou se houve algum tipo de falsificação.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O que é Grafoscopia?

A grafoscopia é uma técnica utilizada na perícia grafotécnica que se dedica ao estudo sistemático da escrita manuscrita e das assinaturas, visando a identificação da autoria e a detecção de falsificações. A grafoscopia analisa elementos como forma, tamanho, proporção, conexão e velocidade dos traços, bem como a pressão exercida pelo autor e outros aspectos específicos da escrita.

Aplicações da Perícia Grafotécnica e da Grafoscopia

A grafoscopia pode ser aplicadas em diversas situações, tais como:

a) Investigação de fraudes: A análise grafotécnica pode ser crucial na identificação de fraudes envolvendo documentos, como cheques, contratos, testamentos e outros.

b) Disputas judiciais: A perícia grafotécnica pode ser utilizada em processos judiciais para determinar a autenticidade de documentos e assinaturas, auxiliando na resolução de disputas e na busca pela justiça.

c) Identificação de autores anônimos: A análise da escrita manuscrita pode ser empregada na identificação de autores de cartas anônimas, ameaças ou outros documentos de autoria desconhecida.

Métodos e Técnicas da Perícia Grafotécnica e Grafoscopia

Os peritos grafotécnicos utilizam uma série de métodos e técnicas para analisar a escrita manuscrita e as assinaturas, incluindo:

a) Comparação de documentos: Através da comparação entre documentos conhecidos e os documentos em análise, os peritos podem identificar semelhanças e diferenças que possam indicar a autenticidade ou falsificação.

b) Análise de elementos individuais: O exame minucioso de elementos específicos da escrita, como letras, números e conexões, pode revelar padrões e características únicas que ajudam a determinar a autoria.

c) Uso de instrumentos especializados: Os peritos grafotécnicos utilizam instrumentos como lupas, microscópios e softwares de análise de imagem para examinar detalhadamente a escrita manuscrita e as assinaturas, identificando características sutis que podem ser imperceptíveis a olho nu.

d) Análise de condições externas: A perícia grafotécnica também leva em consideração fatores externos, como a posição do documento durante a escrita, a superfície de apoio e o tipo de instrumento utilizado, que podem influenciar na aparência da escrita e na formação das assinaturas.

A importância da Perícia Grafotécnica na Investigação Forense

A perícia grafotécnica desempenha um papel fundamental na investigação forense, contribuindo para a solução de casos e a promoção da justiça. Além disso, essas técnicas são essenciais para:

a) Identificar falsificações: A detecção de documentos e assinaturas falsificados é crucial para evitar fraudes e garantir a autenticidade das informações em processos judiciais.

b) Corroborar ou refutar evidências: A perícia grafotécnica pode fornecer informações valiosas para corroborar ou refutar outras evidências apresentadas em um caso, auxiliando na busca pela verdade e na tomada de decisões judiciais.

c) Estabelecer a autoria: A determinação da autoria de documentos e assinaturas pode ser essencial para a resolução de casos criminais e civis, fornecendo informações importantes para a condenação ou absolvição de suspeitos e partes envolvidas.

Conclusão

A grafoscopia é uma ferramenta essencial na investigação forense, permitindo a análise e identificação da autoria de documentos manuscritos e assinaturas, bem como a detecção de falsificações. O conhecimento e aplicação dessas técnicas contribuem significativamente para a solução de casos e a promoção da justiça, sendo uma área de grande importância no campo da ciência forense.


Leonardo Vichi é Perito em Linguística Forense, Grafoscopia e Documentoscopia de Fraude Documental. Leia mais no leonardovichi.com