Google News

No contexto da Operação Guararapes, exercício de adestramento em operações militares no amplo espectro, coordenado pelo Comando Militar do Nordeste (CMNE), a 10ª Brigada de Infantaria Motorizada (10ª Bda Inf Mt) finalizou, no dia 29 de outubro, a 16ª edição da Operação Carcará. A Operação Carcará XVI foi um exercício de adestramento da tropa em Operações da Defesa da Pátria nível Unidade, que compôs a 3ª Fase do Ciclo de Prontidão da Força de Prontidão (FORPRON) da Brigada, nos municípios de Correntes, Garanhuns e Petrolina, em Pernambuco; e no município de Sobradinho, na Bahia.

A Operação Carcará XVI iniciou-se com a verificação do Apronto Operacional da Força Tarefa (FT) Guararapes e contou com a participação de diversas autoridades, entre elas o Comandante de Operações Terrestre, o Comandante Militar do Nordeste e o Comandante da 7ª Divisão de Exército. A FT Guararapes foi composta por todas as tropas da 10ª Bda Inf Mtz dos estados de Alagoas e Pernambuco. Após o apronto operacional, a tropa seguiu para as suas Zonas de Reunião, de onde realizaram operações ofensivas, nas cidades de Correntes e Palmeirina; uma Ação Cívico-Social, no município de Correntes, e uma operação de transposição de cursos de água, com os meios da 10ª Companhia de Engenharia de Combate, na região de Fazenda Cajueiro, zona rural de Garanhuns.

Participou da Operação Carcará, a FT Santos Dumont, formada por tropas da Brigada de Infantaria Paraquedista, que realizou uma operação de segurança de instalação estratégica da Usina Hidrelétrica de Sobradinho, por meio de um Assalto Aeroterrestre, realizando, na sequência, operações de junção e substituição, com o 72º BI Mtz, na região de Sobradinho-BA. Os helicópteros HA-1 Fennec, do 1º Batalhão de Aviação do Exército (1º BAvEx), e HM-1 Pantera, do 2º BAvEx, apoiaram as ações de infiltração e exfiltração aeromóvel, durantes as operações ofensivas da Brigada. Cabe destacar a participação do 3º Centro de Georreferenciamento na cobertura de fotos e vídeos de todas as fases do exercício por meio do emprego de drone. Ao todo, participaram da operação mais de 1.400 militares e foram empregados mais de 220 veículos militares.

Ao fim das operações no terreno, o Comando da 10ª Brigada reuniu os Comandantes de suas Organizações Militares e seus respectivos Estados-Maiores no auditório do 71º BI Mtz para apresentar sua Análise Pós-Ação. Nesse evento, que compõe o ciclo de toda instrução militar e marca o término da Operação Carcará XVI, foram apresentados aos participantes os pontos fortes observados, as boas práticas empregadas, as necessidades de ajustes da doutrina militar empregada e as oportunidades de melhoria.

A 10ª Brigada segue na próxima semana, no período de 3 a 5 de novembro, ainda no contexto da Operação Guararapes, com a realização da Operação Alagoas II, exercício de adestramento em operações de Ajuda Humanitária e de Apoio à Defesa Civil, que ocorrerá na cidade de Maceió-AL.

 

blank blank

blank blank

blank blank

blank blank

blank