O General de Exército Ricardo Augusto Ferreira Costa Neves, Comandante da Operação Ágata Fronteira Norte, conduziu no dia 20 de julho uma reunião entre as Forças Armadas, agências e Órgãos de Segurança Pública (OSP) com o objetivo de avançar no trabalho conjunto em apoio à Terra Indígena Yanomami (TIY). Com ele, o Alto-Comando da Operação, incluindo o Subcomandante do Comando Conjunto Ágata Fronteira Norte, General de Brigada Carlos Alberto Rodrigues Pimentel, além de outros importantes oficiais militares.

Destacando a Importância da União

CoA4

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Durante a reunião, o General Costa Neves enfatizou a importância da união das Forças Armadas, Agências e OSP em apoio à TIY. A presença do Estado Brasileiro na região é essencial para o bem-estar da comunidade indígena, afirmou. “A nossa união significa a presença do Estado Brasileiro nessa região. Esse esforço aqui é para prover saúde a eles (indígenas)”, ressaltou o Oficial-General.

Ações em Combate ao Garimpo Ilegal

Entre as ações planejadas, a operação em combate ao garimpo ilegal é destaque. Conforme destacou o Subcomandante do Comando Conjunto Ágata Fronteira Norte, General Pimentel, as operações Homoxi e Rangel já resultaram em aproximadamente 35 prisões de garimpeiros ilegais. Além disso, ele afirmou que a presença militar na região será mantida até a estabilização da situação. “Nós já temos, só nessa parte mais repressiva, cerca de 35 prisões de garimpeiros ilegais. Capturamos em Homoxi, por exemplo, mais de 15 garimpeiros ilegais e vamos permanecer lá até estabilizar a região. Hoje, estamos atuando em Rangel, junto ao Ibama”, pontuou.

Elogios e Comprometimento com a TIY

CoA5

Diego Milleo Bueno, Analista Ambiental e Superintendente do IBAMA em Roraima, elogiou o trabalho das Forças Armadas na região da TIY, destacando a ocupação em Homoxi como uma importante reconquista de território. Além disso, o General Costa Neves reafirmou o compromisso da Operação Ágata Fronteira Norte com a proteção das comunidades indígenas do TIY e a repressão às atividades ilegais. Ao final do encontro, o Comandante da Operação enfatizou a necessidade de coordenar novas ações para garantir a continuidade do sucesso da Operação nas comunidades indígenas.