Visitantes a bordo do NTrFlu “Almirante Leverger”

O Navio-Transporte Fluvial (NTrFlu) “Almirante Leverger” e o Navio-Transporte Fluvial “Paraguassu”, subordinados ao Comando da Flotilha de Mato Grosso, ficaram abertos, no período de 26 a 28 de março, para visitação pública, na cidade de Cáceres (MT). A ação foi realizada por ocasião da Operação de Adestramento de Operações Ribeirinhas (ADERIB) e recebeu cerca de 900 visitantes.

Durante a visita, o público conheceu as atividades dos meios navais e aprendeu sobre a participação da Marinha na Independência do Brasil, que neste ano completa 200 anos.

O estudante Luiz Mendes, de 11 anos, relatou que nunca tinha entrado em um navio da Marinha “Não sabia como era por dentro e nem como era o trabalho dos Marinheiros. Achei tudo muito interessante”.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui