Dando início ao ciclo de preparação e adestramento para a Operação CORE, a subunidade de força de atuação estratégica (SUFAE) do 5º Batalhão de Infantaria Leve (5º BIL) realizou, de 5 a 8 de julho, a Operação Aratú I, exercício que teve por finalidade adestrar os grupos de combate (GC) que irão integrar a Força Tarefa Itororó no Exercício combinado com a presença do Exército Norte Americano.

Durante a semana os militares realizaram progressão em área edificada, primeiros socorros, comunicações, orientação diurna, módulos de tiro básico e avançado, maneabilidade de GC e marchas para o combate de 12km e 16km.

A CORE/2021, acrônimo para a sigla “Combined Operations and Rotation Exercises” é um exercício executado por uma força-tarefa (FT) de valor batalhão da 12ª Brigada de Infantaria Leve (Aeromóvel), comandada pelo 5º BIL e terá a participação de uma subunidade do Exército dos Estados Unidos.

Fonte: 5º BIL
Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui