Turma 150 Anos da Campanha da Tríplice Aliança

Em 1º de março de 1870, após seis longos anos de batalhas e escaramuças, chegava ao fim o maior conflito bélico da América Latina.

Durante a campanha, heróis e mártires desenharam, com suor e sangue, suas trajetórias na biografia da Força Terrestre. Caxias, Camisão, Osório, Sampaio, Mallet e Villagran Cabrita foram apenas alguns dos expoentes dessa grande contenda.

Passados 150 anos, a Academia Militar das Agulhas Negras e os 453 cadetes da turma de formandos de 2020 prestam justa homenagem a todos aqueles compatriotas que, dos Pampas ao Pantanal do Mato Grosso, da Retirada da Laguna à Batalha de Lomas Valentinas, da Batalha do Riachuelo à Batalha deTuiuti, até a vitória final, em Cerro-Corá, combateram para preservar a soberania e a integridade territorial do Brasil Império.

Prezados aspirantes da “Turma 150 Anos da Campanha da Tríplice Aliança!”

No momento em que conquistam esta importante vitória que marca o início de suas carreiras e passam a empunhar a tão almejada espada de oficial, o Exército Brasileiro, convicto da excelência do Ensino Militar praticado na AMAN e da capacidade de seus jovens aspirantes, convoca-os para novas e desafiadoras campanhas militares.

A defesa da Pátria, a garantia dos Poderes Constitucionais, da Lei e da Ordem, preceitos inscritos no artigo 142 da Constituição brasileira, serão sempre as balizas que orientarão o espectro de atuação da nossa instituição.

Nesse contexto, não lhes faltarão oportunidades para desempenhar papel fundamental nos Corpos de Tropa, levando a iniciativa e a criatividade renovadas ao adestramento, o conhecimento profissional e a vocação militar aperfeiçoados ao emprego real das suas frações, o vigor e o espírito de corpo tonificados ao treinamento físico e às competições militares, e a desambição e o patriotismo revigorados às operações subsidiárias, apoiando a população brasileira em qualquer ponto do território nacional, sob qualquer circunstância.

Como Caxias, o Duque Pacificador e Patrono do Exército Brasileiro, vitorioso da Campanha da Tríplice Aliança, exemplo de soldado e cidadão, pratiquem o juramento que fizeram ao ingressar nas fileiras do Exército. As circunstâncias cotidianas não podem afastar, nem por um só instante, as solenes palavras proferidas sob o véu do Pavilhão Nacional.

Com a Nação brasileira, razão de ser e de existir, célula mater da Força Terrestre, assumimos o compromisso irrevogável com a gestão eficiente dos recursos públicos destinados à formação do oficial do Exército Brasileiro e, especialmente, com a qualidade e a aptidão dos concludentes de nossas Escolas Militares. Nesse diapasão, reforço as palavras atribuídas a Thomas Jefferson, terceiro Presidente dos Estados Unidos da América e um dos autores da Declaração de Independência desse país amigo: “O preço da liberdade é a eterna vigilância”.

Uma saudação especial aos familiares, professores, instrutores, monitores e servidores civis que, compreendida a dimensão do desafio imposto a vocês, não mediram esforços para que o seu objetivo fosse alcançado com pleno sucesso.

Por fim, desejo sorte e muitas realizações em suas carreiras e que o Grande Arquiteto do Universo, Senhor dos Exércitos, os abençoe e ilumine na jornada que ora se inicia.

BRASIL ACIMA DE TUDO!

General de Exército EDSON LEAL PUJOL

Comandante do Exército

Marcelo Barros
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui