Menos de 48 horas após a Evacuação Aeromédica (EVAM) de duas indígenas em estado crítico de saúde, a Comando Operacional Conjunto Amazônia (Cmdo Op Cj Amz) foi chamada novamente para uma missão de salvamento. Na manhã desta quarta-feira (24), quatro indígenas yanomami, com saúde severamente debilitada, foram transportados de Toxahipi e Xocori para Surucucu.

A operação ocorreu em resposta a duas solicitações emergenciais para o deslocamento de uma criança com dificuldade respiratória, devido a um grave quadro de pneumonia, e de três adultos em estágio avançado de malária.

Transporte Emergencial e Tratamento Adequado

Para a realização do transporte, uma aeronave HM-1 Pantera, pertencente ao Quarto Batalhão de Aviação do Exército (4° BAvEx), que estava deslocada no 4° Pelotão Especial de Fronteira (4° PEF), em Surucucu, foi mobilizada. A aeronave conduziu os quatro pacientes e seus acompanhantes, além da equipe médica de apoio, até Surucucu.

Já em Surucucu, os pacientes foram entregues à equipe de saúde local para receberem o tratamento médico adequado para seus quadros. A ação exemplifica a importância do suporte aéreo em situações de emergência, principalmente em áreas de difícil acesso como a região amazônica.

Compromisso com a Saúde dos Yanomami

Esta é a segunda operação de transporte emergencial realizada nesta semana pelo Cmdo Op Cj Amz, o que ratifica o seu compromisso em atender as demandas de saúde da população Yanomami, independentemente do dia ou da hora.

As operações de EVAM evidenciam o papel fundamental dos militares na garantia da saúde e da vida das populações indígenas na Amazônia. A prontidão e eficácia destas missões de salvamento demonstram a importância da presença militar constante na região.

Marcelo Barros, com informações e imagens da Agência Força Aérea
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).