Hoje, em um evento no Centro de Instrução Almirante Graça Aranha, no Rio de Janeiro (RJ), a Marinha do Brasil (MB), em parceria com o Instituto Rumo ao Mar (RUMAR), deu um novo passo em direção ao estímulo da navegação a vela. O relançamento de uma embarcação modernizada do tipo escaler promete acender o interesse por práticas marítimas entre os brasileiros. Esse barco-escola, protótipo da classe, tem seis metros de comprimento e foi projetado para introduzir jovens e adultos no universo da marinharia.

Um Projeto de Inovação e Aprendizagem

rumar foto galeria3

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

A embarcação é obra do engenheiro naval Maurillo Vinhas de Queiroz, em parceria com o técnico em fibra de vidro Günther Sergio Müller. Seu design permite o aprendizado da navegação a vela, a remo e a motor. Além disso, a embarcação tem capacidade para seis tripulantes, o que possibilita a prática do trabalho em equipe. Günther comentou sobre a finalidade do projeto, destacando sua versatilidade, leveza e fácil manuseio. De acordo com ele, a embarcação é adequada para qualquer área onde haja mar, lagoas ou quaisquer águas interiores navegáveis.

Melhorias e Modernização

rumar foto1
Protótipo do barco-escola escaler de seis metros modernizado – Imagens: 1SG-FN-AT Pinho

A embarcação passou por um processo de modernização no Rio de Janeiro. O projeto preservou todas as características e qualidades marinheiras do projeto original, concebido em 1989. No entanto, foram adicionadas melhorias nos aspectos de segurança, conforto e ergonomia. Entre as atualizações estão um leme retrátil, que facilita o encalhe na praia, e uma popa vazada para facilitar o escoamento de água do cockpit e reduzir a flutuação lateral.

O Impacto da Iniciativa

rumar foto3
Velejador e medalhista olímpico Lars Grael – Imagem: 1SG-FN-AT Pinho

Entre os convidados da cerimônia estava o velejador e medalhista olímpico Lars Grael. Ele elogiou a iniciativa, afirmando que esse tipo de embarcação é essencial para a formação de marinheiros da MB e nas escolas de vela particulares. O Projeto Rumo ao Mar, criado pelo Comandante Carlos Borba, visa ampliar o acesso ao mar para civis e militares, reforçando a mentalidade marítima no Brasil.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).