Vila Militar-RJ – no dia 30 de maio, na área de estágio do Centro de Instrução Paraquedista General Penha Brasil, a Seção de Apoio à Operacionalidade do Instituto de Pesquisa da Capacitação Física do Exército (IPCFEx) realizou apoio técnico ao Curso de Precursor Paraquedista.

A atividade consistiu na apresentação dos métodos de Treinamento Físico Militar (TFM) em Campanha (aptidões cardiorrespiratória e muscular), ideais para a rotina em operações, de simples execução e que priorizam, também, o fortalecimento da musculatura da região central do corpo, no tronco, abdômen e lombar, denominada « CORE ».

Na ocasião os militares foram instruídos acerca do Cross Operacional, do Método do Transporte de Carga Individual (Método dos Pentágonos), do Treinamento com Elásticos e do Treinamento em Suspensão, que incluiu a demonstração e a prática, a partir do respectivo Caderno de Instrução.

Desta forma, o IPCFEx apresenta os métodos mais recentes, constantes do Manual de TFM (EB70-MC-10.375), bem como os demais Produtos Doutrinários da Capacitação Física, a fim de divulgar a doutrina do TFM e contribuir para o constante desenvolvimento da operacionalidade da Força Terrestre.

IPCFEx: Ciência para a saúde, a operacionalidade e o desporto militar.

Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui