No dia 06 de março, o Comandante da Força Aeronaval (ComForAerNav), Contra-Almirante Augusto José da Silva Fonseca Junior, recebeu a visita do Comandante de Operações Navais (ComOpNav), Almirante de Esquadra Wladmilson Borges de Aguiar. Durante a visita, foi inaugurado o Fosso Sonar do 1º Esquadrão de Helicópteros Antissubmarino (EsqdHS-1), uma instalação que permitirá uma maior economia de tempo e recursos na manutenção e limpeza da Unidade Submersível (SU) do sonar HELRAS DS-100. A nova estrutura possibilita a realização das manutenções dos equipamentos sem a necessidade de remoção e reinstalação, reduzindo significativamente seu tempo e desgaste.

Visita aos simuladores de voo

ComOpNAvAlmirante de Esquadra Wladmilson Borges de Aguiar acompanhado do Imediato do CIAAN CMG CELIO durante voo no Simulador de Voo do SH 16 ft02

Após a cerimônia de inauguração, a comitiva visitou os Simuladores de Voo Tático Operacional do SH-16 “Seahawk” e de Voo de Asa Fixa das aeronaves AF-1B, ambos localizados no Centro de Instrução e Adestramento Aeronaval Almirante José Maria do Amaral Oliveira (CIAAN). Os simuladores são ferramentas essenciais para a capacitação e treinamento dos pilotos do EsqdHS-1 e do 1º Esquadrão de Aviões de Interceptação e Ataque (EsqdVF-1).

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Apresentação do 1º Esquadrão de Aeronaves Remotamente Pilotadas

Comitiva durante a visita ao 1o Esquadrao de Aeronaves Remotamente Pilotadas ft 03

Por fim, a comitiva compareceu ao 1º Esquadrão de Aeronaves Remotamente Pilotadas (EsqdQE-1), onde foi apresentado esse novo meio aéreo, sua capacidade operacional, além das vantagens e desafios de sua operacionalização. A introdução das aeronaves remotamente pilotadas na Força Aeronaval representa um avanço tecnológico significativo, expandindo as possibilidades de atuação e aprimorando a eficiência das operações navais.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).