Recepção da comitiva do CTecCFN

O Centro Tecnológico do Corpo de Fuzileiros Navais (CTecCFN) estabeleceu, em 24 de agosto, duas parcerias com a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN), por intermédio de suas duas instituições FIRJAN Senai e FIRJAN Sesi, na área de capacitação profissional e condução de atividades esportivas visando atender crianças e adolescentes beneficiados pelo Programa Forças no Esporte (Profesp) coordenado pelo CTecCFN.

A FIRJAN tem a missão de garantir o desenvolvimento sustentável dos diversos setores da indústria, promovendo a competitividade empresarial e o desenvolvimento econômico. A FIRJAN Senai oferece soluções tecnológicas, inovação e educação profissional, enquanto que a FIRJAN Sesi leva educação por meio da Escola e de seu programa socioesportivo, Sesi Atleta do Futuro (SAF), que pretende desenvolver em jovens moradores de comunidades habilidades pessoais, sociais e emocionais pelo esporte.

O Acordo de Cooperação Técnica (ACT), firmado entre as instituições, foi celebrado nas dependências do Senai, localizado no Centro Empresarial Arthur João Donato. Na ocasião, estiveram presentes o Diretor Executivo do Sistema Firjan Sesi Senai, Alexandre dos Reis, e o Comandante do CTecCFN.

As cooperações firmadas permitirão a condução dos seguintes cursos profissionalizantes, na modalidade “in company”, pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) para os beneficiados do Profesp: almoxarife, assistente de produção industrial e assistente administrativo. Na área esportiva, a cooperação permitirá a condução por profissionais do Serviço Social da Indústria (SESI) das seguintes aulas: natação, judô e voleibol.

blank
Assinatura do termo de parceria com a FIRJAN

Ampliar o rol de atividades conduzidas por profissionais de instituições reconhecidas, disponibilizando-as para os beneficiados do Profesp, contribui para mudar a perspectiva de futuro desses jovens que vivem em situação de vulnerabilidade social, além de contribuir para a redução da exposição dessas crianças e adolescentes aos riscos sociais, desenvolvendo capacidade física e habilidade motora, além de disponibilizar reforço educacional.

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui