No dia 17 de abril, os Oficiais-Alunos do Curso de Aperfeiçoamento Avançado de Oficiais do Corpo de Fuzileiros Navais (C-ApA-CFN), realizado no Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC), tiveram a oportunidade de aprofundar seus conhecimentos em geopolítica através de uma palestra ministrada pelo Capitão de Mar e Guerra Leonardo Mattos. Este evento faz parte das atividades extraclasse integradas ao currículo acadêmico do curso.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Contexto e Conteúdo da Palestra

blank
A palestra contribuiu para o aprimoramento e capacitação dos Oficiais Fuzileiros Navais

Capitão Mattos abordou temas fundamentais da geopolítica corrente, focalizando na análise das estruturas básicas de poder, influência geográfica e histórica nas relações internacionais. Os insights providos visaram equipar os oficiais com uma compreensão robusta das dinâmicas globais que influenciam a estratégia militar e política externa brasileira.

Presenças Ilustres e Apoio Institucional

O evento contou com a presença de figuras notáveis como o Comandante do CIASC, Contra-Almirante (FN) Elson Luiz de Oliveira Góis, e o Superintendente de Ensino do centro, Capitão de Mar e Guerra Wladimir Soares Franco, reforçando o apoio institucional ao aprimoramento contínuo dos oficiais.

Objetivos e Impacto da Palestra

A iniciativa visou não apenas difundir conhecimento crítico entre os futuros líderes do Corpo de Fuzileiros Navais, mas também destacar a importância da análise geopolítica no desenvolvimento do pensamento estratégico nacional. Tal compreensão é essencial para os oficiais que, no futuro, exercerão funções operativas cruciais em unidades do Corpo de Fuzileiros Navais, onde decisões informadas e estratégicas são imperativas para o sucesso das missões.

Relevância para a Carreira Militar

A capacitação em temas como geopolítica prepara os oficiais para enfrentar desafios complexos em cenários internacionais e contribui significativamente para suas competências como líderes militares informados e responsivos às mudanças no teatro global.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).