Após cinco dias de provas, o Brasil sagrou-se vencedor do 52º Campeonato Mundial Militar de Pentatlo Naval, no individual masculino e no feminino, e por equipes. A competição teve início em 4 de outubro, no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN), no Rio de Janeiro. Além do Brasil, participaram sete países: África do Sul, Alemanha, Espanha, Finlândia, Irã, Rússia e Suécia. Os Emirados Árabes, a Tanzânia e a Zâmbia estiveram presentes como observadores.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

A cerimônia de encerramento do campeonato foi realizada nesta segunda-feira (10). Na ocasião, a equipe feminina do Brasil ganhou medalha de ouro, a Rússia de prata e a Espanha de bronze. Os militares brasileiros também conquistaram o primeiro lugar no placar geral, seguidos das esquipes da Alemanha e da Rússia.

Desempenho – Na disputa individual feminina, a Sargento brasileira Áila Alves teve o melhor desempenho, seguida da atleta russa WO Anastasiia Poliaskaia e da espanhola CAES Sara Marquez. No masculino, os Sargentos brasileiros Max Leal e Tiago André conquistaram o primeiro e o segundo lugar, e o alemão OR-3 Janik Hoffmann o terceiro.

No último dia de prova, os militares ainda disputaram o revezamento na pista de obstáculos, com pontuação à parte das outras provas. Novamente, as duas equipes do Brasil conquistaram o primeiro lugar. No feminino, as militares da Rússia ficaram em segundo e a Espanha em terceiro. Já no masculino, o Brasil foi seguido por militares do Irã e da Espanha.

“Este é o verdadeiro espírito desportivo, aquele que faz nossas audiências vibrarem com muita alegria, trazendo orgulho, especialmente, para aqueles que contribuem para fazer do esporte uma ferramenta poderosa no desenvolvimento social e humano”, afirmou o Diretor do Departamento de Desporto Militar (DDM/MD), no decorrer do evento.

Condecoração – Durante a cerimônia de encerramento, houve entrega da Medalha da Ordem do Mérito do Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM). A honraria é atribuída pelo conselho de diretores da instituição àqueles que, pelas suas ações, demonstraram os ideais e os objetivos do CISM e contribuíram para o desenvolvimento do esporte nas Forças Armadas.

A solenidade contou com a presença do Secretário-Geral do Ministério da Defesa; do Secretário de Pessoal, Saúde, Desporto e Projetos Sociais (SEPESD/MD); e do Comandante do CEFAN; entre outras autoridades.

O Pentatlo Naval é uma prática tipicamente militar. As cinco provas que compõe a modalidade são: Pista de Obstáculos, Natação de Salvamento, Natação Utilitária, Habilidade Naval e Cross-Country Anfíbio.

Por Júlia Campos
Fotos: Igor Soares

Marcelo Barros, com informações do Ministério da Defesa
Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).