No último dia 21 de abril, a Agência da Capitania dos Portos em Aracati (AgAracati) desempenhou um papel crucial na XIII Regata de Jangadas de Barreiras, um evento que já se tornou um marco no calendário turístico do município de Icapuí, no Ceará. Este evento anual não só celebra a rica cultura local, como também destaca a importância da pesca, uma atividade vital para a economia e o sustento da comunidade local. A regata deste ano contou com a participação de 22 jangadas, totalizando 44 condutores, todos envolvidos numa competição amistosa que reflete o espírito e a tradição do povo de Barreiras.

Compromisso com a segurança e a integridade da navegação

blank

A AgAracati, em parceria com a colônia de pescadores local, não apenas participou das reuniões de planejamento e ofereceu orientações cruciais para o sucesso do evento, mas também realizou inspeções detalhadas em todas as embarcações participantes. O foco dessas inspeções foi garantir a adequação do material de salvatagem, essencial para a segurança dos condutores durante a regata. Esta ação sublinha o compromisso da Agência com a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana no mar e a prevenção da poluição hídrica, aspectos fundamentais para a sustentabilidade da atividade pesqueira e a proteção do meio ambiente marinho.

Educação e conscientização como pilares da parceria

Além das atividades de fiscalização, a AgAracati aproveitou a oportunidade para reforçar a mentalidade de segurança entre os participantes, a maioria pescadores da região. Durante o evento, foram disseminadas informações importantes sobre práticas seguras de navegação e medidas preventivas contra a poluição. Este esforço educativo visa não apenas a segurança imediata dos envolvidos, mas também o fortalecimento dos laços de cooperação e amizade entre a Marinha do Brasil e as comunidades de pescadores. A iniciativa demonstra o papel da Marinha como uma força que vai além do militar, atuando como um agente de desenvolvimento social e cultural nas regiões costeiras.

Importância da Marinha para futuras regatas

A participação efetiva da AgAracati na XIII Regata de Jangadas de Barreiras evidencia o papel essencial que a Capitania dos Portos desempenha na promoção de eventos seguros e responsáveis. Ao garantir que todas as medidas de segurança estão em lugar e ao educar a comunidade sobre práticas sustentáveis, a Agência contribui significativamente para a valorização da cultura local e a promoção do turismo regional. Olhando para o futuro, espera-se que esta parceria continue a florescer, garantindo que a tradição da regata de jangadas não apenas perdure, mas também evolua de forma segura e sustentável.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).