Rio de Janeiro (RJ) – Novidades apresentadas durante a LAAD Defence & Security vão equipar viaturas blindadas do Exército Brasileiro. São equipamentos e sistemas que aumentarão o poder de combate de três tipos de viaturas.

VBTP – MR Guarani 6X6

A Diretoria de Fabricação discute com a IDV, fabricante do Guarani, a versão 2.0 da viatura que “vai abarcar 26 oportunidades de melhoria selecionadas pelo operador do carro”, conforme explicou o Diretor de Fabricação do Exército, General de Divisão Tales Villela. Outra novidade foi a assinatura do contrato de atualização de oito canhões de 30 milímetros UT30. O sistema vai receber novos módulos eletrônicos e a pré-disposição para um kit antidrones.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Pela primeira vez, o simulador de motorista do Guarani foi mostrado. O equipamento foi desenvolvido em parceria com o Senai. Além da cabine do motorista, conta com a estação do instrutor, de onde o treinamento pode ser monitorado, e que permite a inserção de problemas a serem resolvidos pelo condutor. A iniciativa vai adestrar o motorista antes da operação da viatura, proporcionando economia de combustível e de tempo.

Ainda para a viatura Gurani, foi exibido o Sistema Gerenciador de Plataforma do Projeto Proteus. Trata-se de sistema desenvolvido pela Diretoria de Fabricação com a finalidade de integrar todos os subsistemas da viatura, o que proporciona uma maior consciência situacional para o comandante do carro.

VBMT-LSR 4×4

Durante a LAAD também foi exposta a Viatura Blindada Multitarefa Leve Sobre Rodas 4×4. O Exército Brasileiro recebeu 32 unidades e avalia a assinatura de um novo contrato com a IDV. O número de viaturas a ser produzido ainda não foi definido, mas a expectativa é de que seja atingido o índice de 60% de nacionalização.

A viatura 4×4 pode levar até cinco tripulantes e conta com um sistema de armas automatizado, que permite que o operador atire de dentro da viatura, com maior segurança para o militar.

Viatura de Cavalaria

A LAAD também apresentou novidades sobre as viaturas blindadas de Cavalaria. A Viatura Blindada de Combate de Cavalaria Média Sobre Rodas 8×8 Centauro II foi apresentada no estande da IDV, uma das integrantes do consórcio que fabrica a viatura.

O Centauro II deverá substituir o blindado Cascavel, modelo usado pelo Exército Brasileiro desde a década de 1970. Durante algum tempo, os dois modelos serão usados simultaneamente, já que um contrato de modernização do Cascavel pode estender a vida útil das viaturas por mais 15 anos. “A ideia é que o Cascavel seja um meio de evolução até termos um número considerável da viatura Centauro”, explicou o Diretor de Fabricação do Exército, General de Divisão Tales Villela.

Fonte: Ten Lucas Girardi, Centro de Comunicação Social do Exército

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).