SECOM/Acre

No domingo (29), próximo ao aeroporto de Rio Branco, uma tragédia abalou o estado do Acre. Um avião de pequeno porte, modelo Caravan e de propriedade da empresa ART Taxi Aéreo, caiu em um voo particular com destino a Envira (AM). O acidente resultou na perda de 12 vidas, incluindo nove adultos, um bebê e os dois tripulantes que estavam a bordo como piloto e co-piloto.

Resgate em Meio à Tragédia

Logo após a queda da aeronave, equipes de resgate do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas para prestar socorro. Infelizmente, os corpos das vítimas foram encontrados carbonizados, tornando a tragédia ainda mais devastadora.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Solidariedade e Resposta das Autoridades

O governo do Acre emitiu uma nota expressando sua solidariedade às famílias das vítimas e informando que manterá uma estrutura de segurança e saúde no local. O objetivo é garantir o resgate digno dos corpos e evitar novos desastres devido às chamas que se espalharam rapidamente após o acidente.

Este triste episódio deixa o estado do Acre de luto e destaca a importância da segurança na aviação, bem como a necessidade contínua de medidas para prevenir acidentes aéreos.

Com info da Agencia Brasil

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).