De 7 a 18 de agosto de 2023, o Paraná se tornou o palco de um grandioso exercício de ajuda humanitária: a Operação Paraná III. Sob a liderança da Conferência dos Exércitos Americanos (CEA), que tem o Brasil como presidente no biênio 2022-2023, a operação reuniu tropas de 14 países do continente americano. Entre os participantes, destacam-se a Capitão Camila Paiva e o Capitão Wunderlich, ambos Instrutores do Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB), que desempenharam papéis fundamentais na coordenação das atividades.

Treinamento em Contexto de Desastres Naturais

blank

Realizado em diversos municípios do estado do Paraná, o exercício contou com a participação de mais de 1700 militares, brasileiros e de nações amigas. O cenário foi um contexto simulado de desastres naturais, onde o foco era a cooperação, integração e interoperabilidade entre Forças Armadas, policiais e civis. O objetivo? Empregar esforço internacional para proporcionar apoio e proteção à população local em momentos críticos.

Liderança Feminina em Destaque

Na ocasião, a Capitão Camila Paiva desempenhou a função de Comandante de um Pelotão de Engajamento da Força-Tarefa Combinada 116º Batalhão de Infantaria Mecanizada (116º BI Mec) da Operação Paraná III. Este pelotão foi composto por militares e policiais brasileiros e colombianos, de ambos os gêneros, que juntos desempenharam atividades de coordenação civil-militar e engajamento com a população local e lideranças no contexto do exercício.

Um Exemplo de Solidariedade Internacional

A Operação Paraná III não é apenas um exercício militar. É uma demonstração viva de como países podem se unir em nome de um bem maior: a ajuda humanitária. Em um mundo onde desastres naturais são cada vez mais frequentes, essa operação destaca a importância da preparação e da cooperação internacional para responder de forma eficaz e solidária quando as pessoas mais precisam.