blank

Google News

As Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) de 10 unidades da Federação têm até as 17h de 15 de junho para apresentar projetos de desenvolvimento da região semiárida. As iniciativas devem ser voltadas para as áreas de agroindústria ou biotecnologia e submetidas pelo Sistema de Inscrições da CAPES.

Entre no canal do Defesa em Foco no Whatsapp e fique por dentro de todas as notícias do dia

Inicialmente, o período para inscrições iria até 20 de maio. A CAPES reabriu o prazo após solicitação do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap). O edital atualizado consta na edição desta quarta-feira, 2 de junho, do Diário Oficial da União. O normativo também está disponível no site da Fundação.

Os projetos são parte do Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) no Semiárido. Assim como ocorre no PDPG – Parcerias Estratégicas nos Estados, cabe às Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa definir os temas prioritários dentro dos eixos estratégicos. O objetivo é formar pessoal qualificado e fomentar pesquisas que apoiem o desenvolvimento social, econômico e tecnológico na região. O investimento previsto é de R$13.716.000,00, sendo R$1.830.000,00 já em 2021.

Compõem a região Semiárida a parte norte de Minas Gerais e nove estados nordestinos: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Cada FAP pode enviar até quatro projetos. Uma equipe da Diretoria de Programas e Bolsas no País (DPB) da CAPES irá analisar, até o dia 23, se atendem ao pedido no edital, podendo aceitá-los ou não. No caso de não aceitação de uma proposta, a instituição terá cinco dias corridos para interpor recurso, contados da data de recebimento da notificação.

A divulgação do resultado preliminar no Diário Oficial da União está prevista para ocorrer a partir de 30 de julho. Os cinco dias seguintes à publicação são o período para uma nova fase de recursos. O resultado final sairá a partir de 18 de agosto. Estão previstas para setembro as assinaturas dos acordos de cooperação, com vigência de 48 meses e que autorizam o início da implementação dos projetos.

Até 30 projetos serão financiados pela CAPES. Cada um terá até R$457.200,00 para implementar bolsas — três de pós-doutorado, com duração de 12 meses, três de doutorado, de 36 meses, e duas de mestrado, de 24 meses. Caso o programa de pós-graduação não possua curso de doutorado, são até cinco bolsas de mestrado e três de pós-doutorado, com financiamento de até R$ 327.600,00.

Mais informações podem ser solicitadas pelo e-mail [email protected]

Por: Redação CCS/CAPES