No dia 13 de fevereiro, o Grupamento de Fuzileiros Navais do Rio Grande (GptFNRG) recebeu 15 médicos convocados para o Estágio de Adaptação e Serviço para o Serviço Militar Inicial para Oficiais Médicos (EAS-Md). Durante o período do Estágio, os Guardas-Marinha receberão instruções que contribuirão para a inserção dos mesmos no meio militar-naval. Eles aprenderão e incorporarão conceitos importantes, como hierarquia, disciplina, espírito de corpo, entre outros valores indispensáveis para a carreira militar e também para a vida civil.

Concluído o Estágio, os futuros Oficiais Médicos atuarão na jurisdição do Comando do 5º Distrito Naval, onde aplicarão os conhecimentos técnicos de sua profissão, associados aos ensinamentos que receberão durante o período de formação.

GptFNRG recebeu 15 medicos convocados para o EAS Md

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

A formação militar é um processo essencial para os profissionais que atuam nas Forças Armadas. Ela garante o alinhamento dos novos integrantes com os valores e as práticas militares, bem como o desenvolvimento de habilidades e competências específicas para a função.

Os médicos militares são responsáveis por atuar na área da saúde das Forças Armadas, e sua formação deve ser adaptada às necessidades e particularidades desse ambiente. Por isso, o Estágio de Adaptação e Serviço para Oficiais Médicos é fundamental para garantir que esses profissionais estejam preparados para atuar com eficiência e eficácia em suas funções, contribuindo para o sucesso das operações e para o bem-estar dos militares e suas famílias.

O Grupamento de Fuzileiros Navais do Rio Grande tem papel importante na formação e capacitação dos profissionais que atuarão no Comando do 5º Distrito Naval. O EAS-Md é uma iniciativa que reforça o compromisso das Forças Armadas com a excelência na formação de seus membros, garantindo a qualidade dos serviços prestados à sociedade brasileira.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).