blank
Imagem: Rostech

Engenheiros da Universidade Estatal de Moscou apresentou ao público dois novos modelos de exoesqueletos para ajudar o soldado a se mover mais rápido, conseguir superar obstáculos com mais facilidade e a carregar mais peso que o suportado por uma pessoa comum.

Um dos modelos, não possui motores, auxilia o soldado a carregar até 100kg. O outro modelo semi-ativo, reduz a carga nas articulações das pernas, beneficiando marchas longas em terreno irregular.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Segundo Vladímir Butanov, chefe do laboratório do Instituto de Mecânica da Universidade Estatal de Moscou, no futuro pode ser adicionado armas de fogo aos exoesqueletos.

Com informações da Russia Beyond