blank

Maior Feira Internacional de Segurança da América Latina já tem data para a próxima edição, que acontecerá entre 13 e 15 de junho de 2023

A 23ª Exposec, que terminou nesta quinta-feira (9), no São Paulo Expo, foi uma edição histórica, um marco para o setor de segurança eletrônica no Brasil, reafirmando sua importância para toda a cadeia produtiva de segurança no País pelos lançamentos e soluções inéditas apresentadas nos três dias de evento. A análise é de Maurício Macedo, CEO da Fiera Milano Brasil, organizadora da feira em parceria com a ABESE – Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança, ao destacar ainda que o evento reuniu 800 marcas expositoras e mais de 48.800 mil visitantes.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

“Conseguimos, graças à parceria com a ABESE e as empresas do setor, realizar a maior Exposec de todos os tempos. A feira mostrou ser um importante indutor de desenvolvimento econômico, com negócios gerados nos corredores e estandes, além de muitos contatos que são feitos nos dias de exposição e que irão movimentar as vendas nos próximos meses”, destacou Macedo.

blank

Para a presidente da ABESE, Selma Migliori, o grande número de expositores e visitantes na feira mostra a força do setor no País. “A participação do mercado nesta edição da Exposec é a prova viva da força da retomada dos projetos de segurança no Brasil e na América Latina, e da resiliência das nossas empresas e profissionais”, analisou. “O volume de negócios gerados na feira, a qualificação dos expositores e do público também exemplifica o novo cenário do ecossistema de inovação brasileiro com a entrada do 5G e o caráter indispensável que as soluções inteligentes conquistaram nos últimos dois anos. Encerramos o evento com a certeza de que o setor está no caminho certo para se consolidar como um dos pilares da economia brasileira”.

O destaque na abertura da Exposec 2022 foi a assinatura do memorando de entendimento entre a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança com o Centro da Inovação da Universidade de São Paulo – Inova/USP. O acordo visa incentivar a Pesquisa e Desenvolvimento na área de segurança eletrônica.

Já o volume de negócios fechados ou encaminhados superaram as expectativas dos participantes desta edição. As inovações em produtos apresentados pelas empresas, incluindo a Arena ABESE Conecte-se com a participação de gestores de segurança, IoT e Startups, também foram uma das principais atrações da feira. Segundo a associação, um forte indicador de crescimento do setor com investimentos em novas tecnologias para atender o mercado com soluções mais eficientes.

blank

O espaço ofereceu, entre as suas atrações, um auditório para palestras com especialistas do setor, bem como de estandes dedicados a novidades de mercado, como a Ilha de Startups e a Ilha de Inovação.

As startups também puderam apresentar seus projetos. A Ilha das Startups  reuniu cinco empresas – Omnicog, Noleak Defence,  Intralab IO, Palqee e Lanup, escolhidas em uma chamada feita pela ABESE, e apostaram na visibilidade da feira para conseguir clientes e, quem sabe, investidores.

Já a Ilha de Inovação conseguiu atingir sua meta de aproximar a pesquisa e o desenvolvimento das empresas do setor de segurança eletrônica. Participaram do espaço o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), o Instituto de Tecnologias Exponenciais (ITEX), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, o Inova USP, o Núcleo de Estudos e Pesquisas do Norte e Nordeste (NEPEN), e a Agência de Desenvolvimento do ABC.

Marcas estreiam na Exposec

A presença de visitantes qualificados e em um volume superior ao esperado agradou os expositores. E mesmo tendo, principalmente, a expectativa de prospectar novos clientes e planejar vendas futuras, muitos negócios foram fechados durante os três dias de feira.

A Gocil Segurança e Multiserviços, que fez sua estreia na Exposec, está bastante satisfeita com os resultados. Para Renata Marcial, gerente de Marketing da empresa, a presença massiva do público chamou sua atenção. “Ficamos encantados com a movimentação já no primeiro dia de feira. Eu já visitei a Exposec em anos anteriores, porém fiquei surpreendida com o público nesta edição. É legal ver como o setor vem retomando o movimento, principalmente dos players do mercado de Shopping”.

blank

O grande fluxo de pessoas nos três dias de evento também agradou a Vivensis. A chief marketing officer, Patrícia Vital, lembrou ainda que o público foi bem qualificado. “Estamos positivamente surpresos com o alto fluxo de pessoas, e com a sinergia de negócios entre segurança e telecom. Com os produtos cada vez mais conectados, as nossas soluções de entretenimento e conexão estão cada vez mais integradas ao ecossistema da Exposec”, explicou. “Nós cadastramos 140 visitantes no primeiro dia, mas sabemos que não conseguimos registrar todos os visitantes que passaram pelo estande e, por isso, estimamos um fluxo de 500 a 700 pessoas. Tivemos mais de 30 solicitações de novos revendedores de nossos produtos e serviços”.

A paranaense Xelpon também veio à Exposec para buscar oportunidades de negócios. Segundo a gerente de Marketing, Kelly Penteado, a empresa alcançou o objetivo de se aproximar de seu público. “Por sermos uma marca ainda pouco conhecida no mercado, escolhemos esta feira para aumentar nossa visibilidade. Estamos extremamente satisfeitos com os contatos realizados, recebemos cerca de 650 visitas apenas no primeiro dia. Temos como objetivo encontrar parceiros para comercializar nossos produtos de segurança como o controle de acesso e vídeo porteiro”.

blank

Mas nem todos participaram da Exposec pensando em se aproximar de clientes. A alemã AP Sensing ainda não tem representação no país e a presença na feira serviu, de acordo com o Regional Sales Manager, Daniel Vázquez, para prospectar o mercado brasileiro. “Esta é a primeira vez que expomos na Exposec e estamos satisfeitos. Recebemos muitas empresas e fizemos bons contatos. Estamos prospectando o mercado brasileiro e vemos que o setor de segurança aqui teve um grande crescimento durante a pandemia e isso chamou a nossa atenção.”

Grandes players também marcaram presença

Nomes de peso no setor de segurança eletrônica mostraram satisfação com os resultados na Exposec. Presente na feira nas últimas cinco edições, a Getrak vê uma recuperação no setor e reconhece a importância da Exposec nesse processo.

Para o gerente de Marketing da empresa, Pedro Costa, a promoção da marca e o lançamento de novo produto ocorreram conforme planejado.”Sabemos do impulsionamento que a feira nos traz e neste ano não foi diferente”, garante. “Após o período de pandemia o mercado vem se recuperando bem. Viemos para a feira com o intuito de promover nossa marca e o novo produto, Fleet Talk. Estamos criando novos relacionamentos, com o stand sempre cheio, fechando contratos e vendendo produtos.”

A SegurPro também ficou satisfeita com os resultados durante a feira. Fernando Ventura, diretor comercial da empresa, destacou a importância de estar presente no evento. “A Exposec é uma grande oportunidade de encontrarmos players do segmento em todo o País, já que nós estamos presentes em todos os estados brasileiros com mais de 20 mil colaboradores altamente treinados, oferecendo soluções personalizadas que contribuem efetivamente para o gerenciamento de riscos e crescimento dos nossos clientes, seja qual for sua necessidade. Foram dias de muita troca de aprendizado e reencontro”.

O público presente na feira foi acima do esperado para James Love, coordenador de treinamento da Hikvision no Brasil. “Realmente foi uma feira fantástica, que superou todas as nossas expectativas, os organizadores da feira estão de parabéns”.

blank

Sobre a Fiera Milano Brasil

A Fiera Milano Brasil, filial brasileira da Fiera Milano, um dos maiores players de feiras e congressos do mundo que a cada ano atraem aproximadamente 30 mil expositores e mais de cinco milhões de visitantes, tornou-se sócia majoritária da Cipa do Brasil em 2011, dando origem à Cipa Fiera Milano, e a partir de 2022 à Fiera Milano Brasil. No Brasil, são realizadas nove feiras que representam os mais diversos segmentos da economia, como segurança, energias limpas e renováveis, tubos e conexões, cabos, saúde no trabalho, tratamentos de superfície, esquadrias, tecnologias em reabilitação, inclusão e acessibilidade, entre outras. Entre as principais marcas do portfólio estão Exposec, Fisp, Fire Show, Fesqua, Ecoenergy, Reatech e Ebrats.

Sobre a ABESE

Fundada em 1995 a ABESE é uma associação empresarial de âmbito nacional e sem fins lucrativos, representante das empresas de sistemas eletrônicos de segurança, que lidam com diversos tipos de tecnologias disruptivas como leitores faciais, rastreadores, videomonitoramento, controles de acesso, o que envolve portarias remotas, dentre outros recursos voltados para a otimização da segurança, promovendo segurança inteligente.