Em uma demonstração clara da importância da interação entre as instituições estaduais e as forças armadas, a Capitania dos Portos do Amapá (CPAP) abriu suas portas no último dia 27 de março para receber o Deputado Estadual Diogo Senior, do MDB-AP. A visita não somente simboliza a união de esforços entre o poder legislativo estadual e a Marinha do Brasil mas também destaca a relevância da segurança marítima e fluvial na região amapaense.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

VISITA INSTITUCIONAL: CONHECIMENTO E INTERAÇÃO

blank

Guiado pelo Capitão de Fragata João Batista da Conceição Reis, o deputado e sua equipe tiveram a oportunidade de conhecer em detalhes as atividades desenvolvidas pela CPAP. Entre os setores visitados, destacam-se a Divisão de Segurança do Tráfego Aquaviário, responsável por monitorar e fiscalizar as vias aquáticas da região; a Divisão do Ensino Profissional Marítimo, que se dedica à formação e capacitação de profissionais para o setor; além da Seção de Saúde, Auditório e Patromoria, essenciais para o suporte à vida marítima e à educação continuada dos marinheiros.

FORTALECIMENTO DE LAÇOS E COMPROMISSO COM A SEGURANÇA

A visita vai muito além de um simples encontro institucional. Ela representa um forte compromisso com a segurança aquaviária e a disseminação da mentalidade marítima entre a população local. Ao explorar os meios operativos empregados nas Ações de Fiscalização do Tráfego Aquaviário, o deputado Senior pode compreender melhor como a Capitania dos Portos do Amapá atua ativamente na salvaguarda da vida humana nos rios e mares da região, uma área de grande relevância econômica e social para o Amapá.

UMA PONTE PARA O FUTURO

O reforço dos laços entre a Marinha do Brasil e as autoridades locais, simbolizado pela visita do Deputado Diogo Senior, é um passo fundamental para a promoção de uma cultura de segurança e responsabilidade no ambiente marítimo. Através dessa interação, espera-se não só uma melhor compreensão das atividades marítimas pela população mas também um envolvimento maior das autoridades locais nas questões de defesa e segurança aquaviária. Este encontro é um lembrete de que a colaboração entre diferentes esferas do governo é crucial para o desenvolvimento sustentável e a proteção da vida humana nas vastas e desafiadoras vias aquáticas do Brasil.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).