Entre os dias 8 e 20 de março, o 1° Batalhão de Defesa Química Biológica Radiológica Nuclear (1º Btl DQBRN) realizou o Pedido de Cooperação de Instrução (PCI) na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO), localizada na Vila Militar-RJ. Durante o evento, foram realizadas apresentações sobre “A Capacidade Operativa de DQBRN” e “As Interações entre a Logística e a DQBRN”, abordando temas relevantes para a atuação dos oficiais.

Conhecimento doutrinário e institucional do Sistema DQBRN

Os oficiais alunos tiveram a oportunidade de obter informações institucionais e doutrinárias do Sistema DQBRN do Exército. Dessa forma, puderam aprofundar seus conhecimentos sobre a atuação do 1º Btl DQBRN e compreender a importância dessa especialidade no contexto das operações militares.

Influência dos agentes e implicações logísticas

Além disso, os participantes identificaram a influência dos agentes DQBRN nas tarefas logísticas, as necessidades logísticas das Organizações Militares especializadas e as implicações logísticas resultantes das ações de descontaminação. Com isso, os oficiais puderam perceber a relevância da integração entre a logística militar e a atuação do 1º Btl DQBRN, assim como a importância de coordenar esforços para garantir a efetividade das ações de defesa química, biológica, radiológica e nuclear.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).