O Terceiro-Sargento Luiz Altamir, integrante do Programa Olímpico da Marinha (PROLIM), recentemente fez seu nome ressoar no cenário internacional da natação. Altamir conquistou duas medalhas no Circuito Mare Nostrum, uma prestigiosa competição de natação realizada na região do Mediterrâneo, no período de 13 a 18 de maio. O desempenho do atleta nestas etapas demonstrou a alta capacidade e determinação que lhe são características, brilhando entre os melhores do mundo no esporte.

A etapa de Canet-en-Roussillon

Na etapa do circuito realizada em Canet-en-Roussillon, na França, Altamir garantiu a prata na prova dos 200 metros livres, com o tempo expressivo de 1m48s61. A competição foi acirrada, e o nosso atleta ficou apenas atrás do japonês Katsuhiro Matsumoto, que concluiu a prova em um tempo de 1min47s33. No entanto, a prata representou um grande triunfo para o Sargento Altamir, confirmando seu talento e dedicação no cenário internacional de natação.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

A conquista do bronze em Barcelona

Snapinsta.app 348343816 3276025565948338 5419590224762301031 n 1080

A conquista de Altamir não parou na França. Na etapa de Barcelona, na Espanha, ele brilhou novamente na prova dos 200 metros livres. Com um tempo de 1min47s84, Altamir conquistou a medalha de bronze. A prova foi vencida mais uma vez por Katsuhiro Matsumoto, do Japão, que cravou o tempo de 1min46s48, enquanto Wissam Amazigh Yebba, da França, ficou com a prata, com o tempo de 1min47s08.

Foco nas Olimpíadas de Paris – 2024

Após suas conquistas notáveis no Circuito Mare Nostrum, o Sargento Altamir não perde tempo. Ele já está de olho nas próximas competições, com um foco especial nas Olimpíadas de Paris, em 2024. Seu próximo desafio será o Troféu Brasil, que terá início no dia 30 de maio, em Recife, Pernambuco. A determinação e o talento do atleta, sem dúvidas, prometem novas conquistas para o Brasil no cenário internacional da natação.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).