A Capitania Fluvial de Goiás (CFGO) concluiu a Operação “Verão 2022”, realizada no mês de julho, na Bacia do Rio Araguaia, entre a cidade de Aragarças e o Distrito de Luiz Alves, em São Miguel do Araguaia, com mais de 1.500 embarcações inspecionadas.

blank
Durante a ação, foram realizadas 144 notificações com base na Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário

A fiscalização foi intensificada em razão do período de férias escolares, quando a frequência de pessoas na região costuma aumentar. A Operação “Verão” resultou em 144 notificações por irregularidades identificadas com base na Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário e 61 embarcações apreendidas devido à gravidade das infrações.

As ações tiveram como objetivo garantir a salvaguarda da vida humana, a segurança da navegação e a prevenção da poluição hídrica oriunda de embarcações na área de jurisdição da CFGO.

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui