A navegação, quando realizada com responsabilidade, torna-se mais segura e prazerosa. E foi com essa perspectiva que a Marinha do Brasil, por meio da Diretoria de Portos e Costas (DPC), do Comando do 8º Distrito Naval e da Sociedade de Amigos da Marinha de São Paulo (SOAMAR-SP), promoveram o I Fórum de Segurança do Navegador Amador. Realizado no Clube ‘A Hebraica’, em São Paulo, este encontro teve como principal objetivo promover uma interação efetiva entre representantes da Marinha e empresas do segmento náutico.

Temas e destaques

O evento, que teve início neste sábado (2), abordou temas cruciais para a segurança na navegação de esporte e recreio. A discussão envolveu desde as responsabilidades dos navegadores amadores até as ações de fiscalização do tráfego aquaviário. Importantes figuras da Marinha estiveram presentes, como os Vice-Almirantes Marco Antonio Ismael Trovão de Oliveira e Sérgio Renato Berna Salgueirinho.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O Vice-Almirante Sérgio Renato Berna Salgueirinho ressaltou a relevância do fórum, indicando que o evento permite um entendimento mais aprofundado sobre como as normas são estabelecidas e quais são os objetivos por trás delas. Já o Vice-Almirante Marco Antonio Ismael Trovão de Oliveira enfatizou a importância de um diálogo contínuo para aperfeiçoar as leis e garantir maior proteção à navegação amadora.

Programação empolgante

E as atividades não pararam no sábado! O fórum seguiu com uma programação intensa no domingo, 3 de setembro. Foram previstas palestras sobre motonautas, turismo náutico com motos aquáticas, além de debates sobre a contribuição da Marinha do Brasil na salvaguarda da vida humana no mar. Um destaque ficou para o Coffee Break, um momento não apenas de pausa, mas também de networking e troca de experiências entre os participantes.

IMG 7704

Iniciativas como o I Fórum de Segurança do Navegador Amador evidenciam a importância do diálogo constante entre as autoridades marítimas e a comunidade náutica. O sucesso do evento é um reflexo da dedicação e comprometimento da Marinha do Brasil em promover uma navegação cada vez mais segura e consciente.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).