No dia 17 de maio, um evento de grande significância para a história da aviação catarinense ocorreu em Florianópolis. A Capitania dos Portos de Santa Catarina (CPSC) e a Escola de Aprendizes-Marinheiros (EAMSC) participaram da cerimônia alusiva ao 82° aniversário da Base Aérea de Florianópolis (BAFL) e do 100° aniversário do Centro de Aviação Naval de Santa Catarina. Trata-se de uma data de grande relevância, não só para o setor aéreo, mas também para as forças militares e a comunidade de Santa Catarina como um todo.

Presença de autoridades militares

marinha

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

A cerimônia contou com a presença de diversas autoridades civis e militares das Forças Armadas e Forças Auxiliares. Foi um momento de reconhecimento e celebração da história da aviação no estado. Entre os representantes das Forças Armadas presentes estavam o CPSC, Capitão de Mar e Guerra Rodrigo de Araujo Cid Santa Rita, e o Comandante da EAMSC, Capitão de Fragata André Luiz Vilela de Assis, ambos representando a Marinha do Brasil. Junto a eles, um pelotão de militares, incluindo alguns Aprendizes-Marinheiros, prestigiou a ocasião.

Momento de celebração e reconhecimento

Esse importante marco histórico serviu como um momento de celebração e reconhecimento para todos os envolvidos. A presença da CPSC e da EAMSC na cerimônia evidenciou a importância da parceria e colaboração entre diferentes setores das forças militares. Além disso, foi uma oportunidade para homenagear a trajetória da Base Aérea de Florianópolis e do Centro de Aviação Naval, e também para reforçar o compromisso contínuo com a segurança, treinamento e desenvolvimento do setor de aviação em Santa Catarina.

Continuação do compromisso com a aviação

Com a comemoração desses aniversários significativos, reafirma-se o compromisso com a aviação em Santa Catarina, bem como o valor inestimável da colaboração e do respeito mútuo entre diferentes setores das forças militares. Certamente, este é apenas mais um capítulo na longa e impressionante história da aviação catarinense, e um prenúncio de muitos mais aniversários a serem comemorados no futuro.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).