A Defesa Civil de Maceió, em colaboração com a Defesa Civil Nacional, o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), divulgou a versão atualizada do Mapa de Linhas de Ações Prioritárias, agora em sua quinta versão. Este mapa ampliado é resultado de um trabalho conjunto para melhorar o monitoramento em áreas de risco na capital alagoana.

Expansão para Melhor Monitoramento

A nova versão do mapa inclui uma área de monitoramento ampliada, identificada como criticidade 01. Essa ampliação foi possível graças a estudos de campo aprofundados, análises detalhadas de dados e um monitoramento contínuo das regiões.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Objetivo de Prevenção

O objetivo primordial da atualização do mapa é a prevenção. Ao contrário de indicar riscos imediatos para a população, a ferramenta serve para um acompanhamento constante das áreas ampliadas, o que permite uma gestão mais eficiente e preventiva de possíveis situações emergenciais.

Parceria e Colaboração

A versão 5 do mapa é um exemplo de colaboração entre diferentes entidades e instituições. A parceria entre a Defesa Civil local e nacional, o CPRM e a UFPE mostra o comprometimento das autoridades em priorizar a segurança dos cidadãos de Maceió.

Com info da Prefeitura de Maceio

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).