Entre 26 de março e 1º de abril, o 54º Batalhão de Infantaria de Selva (54º BIS) realizou o Estágio de Adaptação à Selva (EASL) em Humaitá, no Amazonas. O estágio teve como objetivo capacitar militares e forças de segurança na adaptação ao ambiente da selva amazônica, proporcionando conhecimentos e habilidades específicas para atuação nesse contexto.

Participantes e instruções

339493103 3421260118124864 2929616771298775057 n

O EASL contou com a participação de 47 estagiários, incluindo militares recém-chegados à OM, representantes da Marinha do Brasil, da Polícia Rodoviária Federal do Amazonas e Rondônia, da Polícia Militar do Amazonas e da Guarda Municipal. Durante o período, os participantes receberam instruções sobre marcha através da selva, construção de abrigos e armadilhas, ofidismo, tiro de caça, obtenção de água e fogo, orientação diurna e noturna, natação utilitária e obtenção de alimentos de origem vegetal e animal, além de técnicas de sobrevivência na selva.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Conhecimentos aplicados à Amazônia Brasileira

339291177 200713199332722 2099942894222515278 n

As instruções e atividades práticas permitiram aos estagiários agregar conhecimentos inerentes ao ambiente operacional da Amazônia Brasileira. Essa experiência é fundamental para que os participantes possam atuar de maneira eficiente e segura nesse contexto, enfrentando os desafios impostos pela natureza e contribuindo para a proteção e preservação da região.

A realização do Estágio de Adaptação à Selva reforça a importância da cooperação entre as diferentes forças de segurança e a preparação adequada para atuar em ambientes adversos, como a floresta amazônica. Dessa forma, busca-se garantir a eficiência das operações e o cumprimento das missões em prol da segurança nacional e do bem-estar da população.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).