O Tesouro Nacional divulgou, nessa quarta-feira (12), em seu “Boletim Foco em Custos”, o ranking dos órgãos e autarquias federais com a melhor qualidade da informação de custos. Com base em quatro critérios: economicidade, regularidade, dispersão e personalização, o Comando da Aeronáutica (COMAER) ficou em primeiro lugar, seguido do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). A FAB conquistou o primeiro lugar na categoria Setoriais de Contabilidade.

O objetivo do ranking é reconhecer e estimular o esforço dos órgãos públicos para melhorar a qualidade da apuração da informação e dar cada vez mais transparência à sua gestão de custos.

Em fevereiro deste ano, aconteceu no Observatório da Secretaria de Economia, Finanças e Administração da Aeronáutica (SEFA), em Brasília (DF), uma cerimônia alusiva ao descerramento do Certificado de Boas Práticas, entregue pela Subsecretaria de Contabilidade Pública da Secretaria do Tesouro Nacional, em razão do desempenho na qualidade da informação de custos no ano de 2019. O certificado é um documento emitido pelo Tesouro Nacional – que tem como uma das atribuições essenciais a manutenção da saúde econômico-financeira do País – atestando que determinado estabelecimento cumpre procedimentos e práticas estabelecidos em normas específicas.

À época, o Subdiretor de Contabilidade da Diretoria de Economia e Finanças da Aeronáutica, Brigadeiro Intendente Luiz Antonio Pontes, comentou sobre o recebimento do certificado. “Valoriza o trabalho desenvolvido no âmbito do Comando da Aeronáutica, além de ser o resultado das ações executadas por nossos militares, notadamente os contadores, o pessoal de Intendência e os nossos administradores, nos registros das contas públicas”, ressaltou.

Fotos: Soldado A. Soares/CECOMSAER

Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Letícia Faria
Marcelo Barros, com informações e imagens da Agência Força Aérea
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui