Na manhã deste sábado, 23 de dezembro, o avião KC-30 da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou em Brasília, trazendo o terceiro grupo de repatriados da Faixa de Gaza, no Oriente Médio. Este voo, parte da Operação “Voltando em Paz”, coordenada pelo governo federal, marca um momento significativo no esforço contínuo de repatriação de brasileiros e seus parentes afetados pelo conflito na região.

Detalhes do Voo e Passageiros

Decolando do Cairo, capital do Egito, o voo durou 13 horas e 56 minutos, trazendo a bordo 30 pessoas, incluindo cinco homens, 11 mulheres e 14 crianças, a maioria palestinos que residiam em Gaza. Inicialmente, 32 pessoas estavam previstas para embarcar, mas houve desistências e um caso de emergência médica.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Acolhimento e Assistência aos Repatriados

Ao desembarcar, os repatriados foram recebidos por servidores de diversos ministérios, incluindo Relações Exteriores, Justiça e Segurança Pública, e Desenvolvimento e Assistência Social. Eles receberam atendimento médico e psicológico, conferência de documentação de migração, vacinação quando necessária, e cadastramento para assistência social. Funcionários da Agência da ONU para Refugiados (Acnur) também estiveram presentes para recepcionar os repatriados.

Distribuição dos Repatriados pelo Brasil

Alguns dos repatriados que chegaram a Brasília partirão em novos voos da FAB para o Rio de Janeiro e São Paulo, enquanto outros viajarão para Vitória (ES) em voo comercial. O objetivo é que esses passageiros possam passar o Natal em destinos onde possuem parentes ou onde outros membros de suas famílias chegaram em voos anteriores da operação.

Balanço da Operação “Voltando em Paz”

Desde o início do conflito, a operação já resgatou 1.555 passageiros e 53 pets em 13 voos, vindos tanto de Israel quanto da Faixa de Gaza, demonstrando um esforço notável do governo brasileiro na assistência a seus cidadãos em situações de crise internacional.

Com informações da Agência Brasil

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).