No coração do Centro de Instrução de Operações Especiais, em Niterói-RJ, uma cerimônia vibrante marcou a conclusão do Curso de Ações de Comandos. Após 14 semanas desafiadoras, 23 integrantes, entre Oficiais e Sargentos, alcançaram o título de Comandos do Exército Brasileiro, prontos para enfrentar missões críticas.

O Curso de Ações de Comandos:

Estrutura e duração do curso

Durante 14 semanas, os participantes do Curso de Ações de Comandos enfrentaram um treinamento intenso e rigoroso. O curso, realizado no Centro de Instrução de Operações Especiais, ofereceu uma formação abrangente que incluiu treinamento físico, técnico e tático, com missões simuladas em diversos ambientes.

Treinamentos e missões realizadas

Os alunos participaram de uma variedade de missões que testaram suas habilidades em situações reais. Treinamentos em selva, montanha, áreas urbanas e costeiras foram algumas das etapas cruciais, todas projetadas para preparar os futuros Comandos para qualquer desafio.

Critérios de seleção e aprovação

A seleção para o curso foi exigente, com candidatos submetidos a avaliações físicas e psicológicas rigorosas. Apenas os mais preparados conseguiram completar o curso e alcançar o título de Comandos do Exército Brasileiro.

Cerimônia de Conclusão:

Descrição do evento

A cerimônia de conclusão do Curso de Ações de Comandos foi um evento emocionante e marcante. Realizada no Centro de Instrução Coronel Gilberto Antônio Azevedo e Silva, contou com a presença de autoridades militares, familiares e convidados especiais.

Discursos e homenagens

Discursos inspiradores foram proferidos durante o evento, destacando a importância da formação dos novos Comandos e suas contribuições para a segurança nacional. O General de Exército Francisco Carlos Machado Silva, Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército, fez uma homenagem especial aos formandos.

Participação do General Francisco Carlos Machado Silva

blank

A presença do General Francisco Carlos Machado Silva foi um dos pontos altos da cerimônia. Sua participação enfatizou a relevância do curso e o prestígio dos novos Comandos dentro do Exército Brasileiro.

Importância do Curso para o Exército Brasileiro:

Impacto na formação de Operadores Especiais

O Curso de Ações de Comandos desempenha um papel crucial na formação de Operadores Especiais altamente capacitados. Esses profissionais estão preparados para enfrentar missões de alta complexidade e risco, garantindo a eficácia das operações militares.

Relevância das Operações Especiais para a segurança nacional

As Operações Especiais são fundamentais para a defesa e segurança do Brasil. Os Comandos formados no curso estão prontos para atuar em diversas situações, desde resgates de reféns até operações de combate ao terrorismo.

Perspectivas futuras para os novos Comandos

Os 23 novos Comandos, agora oficialmente integrados ao Exército Brasileiro, enfrentam um futuro repleto de desafios e oportunidades. Sua formação os preparou para liderar e executar missões críticas, contribuindo significativamente para a defesa do país.

Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui