Militar realiza vistoria para regularizar a documentação da embarcação

Entre os dias 19 e 22 de setembro, a Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte (CPRN) deu vida ao projeto “Capitania Itinerante”. Esta iniciativa teve como principal objetivo levar serviços cartoriais essenciais a comunidades marítimas localizadas em regiões mais distantes, especificamente nos municípios de Jucurutu e Parelhas, que ficam a mais de 250 quilômetros da capital, Natal.

Vistorias e Regularizações

Durante a ação, a Capitania realizou 33 serviços de vistoria e inscrição de embarcações. Esses procedimentos são de suma importância para garantir que as embarcações possam navegar de maneira segura e estejam regularizadas perante a autoridade marítima. Ações como essa reforçam o compromisso da Capitania em garantir a segurança da navegação e a prevenção da poluição hídrica proveniente de embarcações.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Presença Ilustre e Feedback da Comunidade

FOTO 02 JUCURUTU
Deputado General Girão visita a Colônia de Pesca de Jucurutu-RN

O projeto também contou com a presença do Deputado Federal General Girão. Ele fez questão de visitar a Colônia de Jucurutu para conhecer de perto o trabalho realizado pela Capitania. Além disso, aproveitou a oportunidade para ouvir a comunidade local, entendendo suas necessidades e anseios relacionados à navegação e outros serviços marítimos.

Impacto Positivo e Futuras Ações

Iniciativas como a “Capitania Itinerante” demonstram o comprometimento da Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte em estar próxima da comunidade, independentemente da distância. Ao levar serviços essenciais a áreas mais remotas, a CPRN reforça seu papel fundamental na garantia da segurança marítima e no fortalecimento dos laços com a comunidade marítima do estado.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).