No dia 22 de março, marcando o Dia Mundial da Água, a Capitania dos Portos do Ceará (CPCE) abriu suas portas para 50 alunos do ensino fundamental e médio, provenientes do Colégio Cívico Militar “Batalha do Riachuelo” e da Escola de Ensino Fundamental e Médio “Almirante Tamandaré”. Esta iniciativa, voltada para a educação ambiental e a conscientização sobre a importância da preservação dos recursos hídricos, destacou-se por promover uma profunda interação entre os jovens estudantes e as atividades desempenhadas pela Marinha do Brasil (MB) no contexto marinho.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Conscientização e Ação Prática

Após a execução do Hino Nacional no auditório da organização e a apresentação de um vídeo institucional sobre as atividades da Marinha, os participantes assistiram a palestras sobre as funções da CPCE, as oportunidades de carreira na instituição e, crucialmente, sobre a luta contra a poluição marinha. Um dos momentos mais significativos do dia foi o mutirão de limpeza organizado na Praia dos Botes, onde estudantes, professores e militares uniram esforços para coletar mais de 60kg de lixo, principalmente resíduos relacionados à atividade pesqueira, evidenciando o impacto direto da ação humana no meio ambiente marinho.

A Importância da Educação Ambiental

O Capitão de Mar e Guerra Emilião, Capitão dos Portos do Ceará, enfatizou a necessidade de educar as novas gerações sobre os riscos que a poluição representa não apenas para a biodiversidade marinha, mas também para a segurança da navegação e para os setores econômicos dependentes de um oceano saudável, como o turismo e a própria pesca. Por outro lado, Eliana Estrela, secretária da Educação do Ceará, aplaudiu a iniciativa da Marinha do Brasil, reconhecendo-a como um valioso esforço não só educativo mas também inspirador, capaz de fomentar uma postura de cuidado e responsabilidade ambiental entre os jovens.

Legado e Futuro

As atividades realizadas pela CPCE no Dia Mundial da Água transcendem a celebração de uma data; elas representam um compromisso contínuo com a formação de cidadãos conscientes e engajados na preservação dos recursos naturais. Através da combinação de educação teórica e experiência prática, a Capitania dos Portos do Ceará demonstra que a conscientização ambiental é um pilar fundamental para a sustentabilidade dos ecossistemas marinhos e para o futuro das comunidades costeiras.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).