Na cidade de Bargny, Senegal, ocorreu uma iniciativa que reforça os laços entre Brasil e Senegal. A Missão Brasileira de Cooperação em Engenharia Militar promoveu um estágio de topografia para os militares das unidades de engenharia do Exército Senegalês. Entre os dias 25 de setembro e 6 de outubro, as instalações da École d’Application du Génie foram palco de intensa troca de conhecimentos.

Objetivo e Conteúdo do Estágio

article 12 3

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

O foco do estágio foi transmitir conhecimentos avançados em topografia, especialmente voltados para projetos de construção de estradas. Esta capacitação atendeu a uma demanda específica da Direção de Engenharia e Infraestrutura das Forças Armadas do Senegal. Durante o período, os participantes se dedicaram a 80 horas de instruções, que mesclaram teoria, prática e trabalhos extraclasse. Os 13 oficiais e sargentos presentes aprenderam sobre conceitos básicos e técnicos para projetos geométricos de estradas, desde a importação de dados topográficos até o cálculo de volumes de material necessário.

Resultados e Reconhecimento

Ao final do estágio, os militares demonstraram o que aprenderam: foram divididos em grupos e apresentaram um projeto geométrico inicial para um trecho de estrada. O Tenente-Coronel Jean Emmanuel Badiane, Comandante da École d’Application du Génie, destacou o grande avanço da Engenharia Militar senegalesa graças à cooperação brasileira. O Capitão Malick Ndiaye, representando os engenheiros militares senegaleses, ressaltou a qualidade das instruções e a relevância do aprendizado para o desenvolvimento técnico-profissional da área.

Equipe Brasileira e Futuras Parcerias

A equipe brasileira responsável por essa missão foi composta pelo Coronel Marcelo Florentino Borlina, Major Renato Cancherini Lefone, Terceiro-Sargento Topógrafo Italo Luis Azevedo Mendes e contou com o apoio do tradutor Amadou Baldé. Esta cooperação entre Brasil e Senegal não apenas fortalece os laços entre os dois países, mas também reforça o compromisso do Brasil em compartilhar conhecimento e expertise em áreas estratégicas.

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).