Foto: Jonathan Lins/Secom Maceió

A Prefeitura de Maceió está agindo prontamente ao comunicar os órgãos de controle e segurança sobre o risco de colapso da mina 18 da Braskem, localizada no bairro do Mutange. Esta comunicação oficial visa garantir que todas as entidades relevantes estejam informadas e preparadas para agir diante da ameaça de desastre.

Força-Tarefa Envolvendo Órgãos Diversos

Um ofício foi enviado à força-tarefa composta por representantes do Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Estadual (MPAL), Defensoria Pública do Estado de Alagoas (DPE), além de comandos da Marinha do Brasil, Exército Brasileiro, Polícia Militar de Alagoas (PMAL), Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBMAL), Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), Equatorial Energia Alagoas e Algás. Esta abordagem multidisciplinar é essencial para uma resposta eficaz à situação.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Monitoramento Contínuo e Comunicação com a População

O Gabinete de Crise, estabelecido emergencialmente, terá funcionamento permanente para monitorar a área afetada e coordenar as ações necessárias para a prevenção de danos. A Prefeitura se comprometeu a manter a população e a imprensa constantemente informados sobre o desenvolvimento da situação, emitindo boletins regulares e atualizados.

Enfoque na Prevenção e Salvamento de Vidas

A prioridade do Gabinete de Crise é tomar todas as medidas necessárias para salvar vidas e prevenir danos maiores. A rápida mobilização e a comunicação efetiva com todos os órgãos envolvidos são vitais para gerenciar a crise com eficácia e segurança.

Com info da Prefeitura de Maceió

Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Universidade Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).