Desativação de bomba na USIDE, com apoio do robô de desativação de explosivos operado remotamente “Rover Defender”

Entre os dias 23 e 25 de agosto, foi realizado no Centro Experimental Aramar (CEA) o Adestramento Nuclear, Biológico, Químico e Radiológico II (AdestNBQR II), exercício integrado entre o Comando da Força de Fuzileiros da Esquadra (ComFFE) e o Batalhão de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica de ARAMAR (BtlDefNBQR-ARAMAR). O adestramento teve como objetivo treinar respostas rápidas a emergências nucleares, radiológicas e de Segurança Orgânica.

O AdestNBQR II também contou com a participação da Agência Naval de Segurança Nuclear e Qualidade (AgNSNQ), que utilizou o Sistema do Centro de Acompanhamento de Respostas a Emergência Nucleares e Radiológicas Navais, possibilitando o acompanhamento em tempo real de todos os eventos realizados.

Durante os três dias de exercício, foram ensaiadas diversas situações, como invasão de manifestantes ao CEA, com o acionamento do pelotão de Controle de Distúrbios do BtlDefNBQR-ARAMAR; invasões na Usina de Hexafluoreto de Urânio e na Usina de Demonstração de Enriquecimento (USIDE), com a captura de refém e detecção de material explosivo.

Um dos principais e mais complexos exercícios do AdestNBQR II foi a simulação de um acidente envolvendo dois operadores do Centro Industrial Nuclear de Aramar (CINA), após uma explosão de Hexafluoreto de Urânio (UF6) no Laboratório de Materiais Nucleares. A situação treinou a rápida remoção dos feridos pela equipe de emergência do BtlDefNBQR-ARAMAR para descontaminação e pronto atendimento médico na Unidade Avançada de Trauma (UAT) do ComFFE.

blank
Equipe médica do CINA durante simulação de cirurgia por telemedicina na Unidade Avançada de Trauma

O encerramento do exercício contou com a presença do Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, Vice-Almirante (FN) Carlos Chagas Vianna Braga, do Diretor do Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo, Vice-Almirante (EN) Guilherme Dionizio Alves, e do Comandante da Tropa de Reforço, Contra-Almirante (FN) Elson Luiz de Oliveira Góis. Participaram do evento cerca de 600 militares, entre Oficiais e Praças, além de 48 veículos motorizados.

Marcelo Barros, com informações e imagens da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui