Um dia para rememorar feitos, cultuar valores e saudar a evolução. Assim foi marcado o dia 9 de março, data de comemoração do centenário da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada em Santiago, no oeste do Rio Grande do Sul.

A programação começou com uma recepção aos antigos comandantes da brigada no corpo da guarda do Quartel-General até a chegada do Comandante Militar do Sul, General Valério Stumpf Trindade, e do Comandante do Exército Brasileiro, General Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira.

Como parte das comemorações, os antigos comandantes da brigada receberam a Medalha Menna Barreto, instituída pela Associação de Oficiais da Reserva de Santiago e conferida aos militares e civis que, no exercício das suas funções e no cumprimento das missões, tenham se distinguido por suas atitudes, dedicação, abnegação e capacidade profissional na prestação de relevantes serviços à 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada. Também como parte das solenidades, foi cunhada uma moeda alusiva ao centenário.

Os pontos altos das comemorações foram a formatura, a apresentação da tropa e o desfile com a evolução da cavalaria mecanizada. A passagem histórica começou com o grupamento hipomóvel conduzindo uma peça de artilharia, seguido dos cavalarianos com as bandeiras do Brasil. O desfile motomecanizado trouxe viaturas que estiveram na 2ª Guerra Mundial e mostrou a evolução até as mais modernas viaturas blindadas usadas nos dias de hoje, como o Guarani, que é produzido no Brasil com tecnologia nacional.

“Do cavalo ao Guarani, nos guiou o permanente compromisso com a evolução, isso que foi retratado aqui nesse desfile. No presente, permanecemos firmes na tarefa de manter nosso estado de prontidão. Somos cerca de 4,5 mil homens e mulheres com elevado grau de adestramento, mais de 600 viaturas e ampla gama de equipamentos distribuídos em seis guarnições para manter o olhar vigilante sobre os 650 quilômetros de faixa de fronteira que nos são confiados”, discursou o Comandante da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, General Rocha Lima.

O Comandante Militar do Sul, General Stumpf, que foi comandante da brigada, participou de mais uma atividade comemorativa apresentada durante a formatura:  o desfile dos veteranos que serviram ali.

“Essa é uma celebração da competência do nosso Exército Brasileiro. Olhamos para trás e vemos o muito que se fez e quanto o Exército cresceu. Vemos o comprometimento, a dedicação e o adestramento da nossa tropa. Eu tive o privilégio de estar aqui em Santiago por dois anos, à frente da Brigada, e testemunhar esse processo de crescimento. É uma satisfação estar aqui nas comemorações dos 100 anos da Brigada Menna Barreto”, concluiu o Comandante do CMS, General Stumpf.

No palanque e discursando para a tropa, o Comandante do Exército, General Paulo Sérgio, destacou a força do Comando Militar do Sul no Exército Brasileiro e parabenizou a brigada.  “É uma alegria ver essa brigada centenária pronta para cumprir a sua missão constitucional nesse rincão gaúcho. A evolução da brigada é a evolução do Comando Militar do Sul e do Exército Brasileiro. E nesse sentido, parabenizo todos os integrantes da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada pelos 100 anos. Estou honrado de estar fisicamente presente neste momento histórico”.

As comemorações do centenário foram encerradas com a apresentação de uma viatura blindada de transporte de pessoal Charrua, que estava inoperante há mais de 30 anos. A viatura histórica foi totalmente recuperada pela 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada por meio do trabalho de militares do 9º Batalhão Logístico.

Fonte: 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada

Marcelo Barros, com informações e imagens do Exército Brasileiro
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui