O 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Sul (EsqdHU-51), conhecido como “Albatroz”, concluiu com sucesso uma missão de Qualificação e Requalificação de Pouso a Bordo no Navio de Apoio Oceanográfico “Ary Rongel”. Este exercício foi realizado no dia 5 de abril, coincidindo com o retorno do navio da 42ª Operação Antártica (OPERANTAR), um componente vital do Programa Antártico Brasileiro.

Nos siga no Instagram, Telegram ou no Whatsapp e fique atualizado com as últimas notícias de nossas forças armadas e indústria da defesa.

Detalhes da Operação

blank
Os pousos foram realizados em proveito do retorno do NApOc “Ary Rongel” da 42ª OPERANTAR

Durante a missão, seis Aviadores Navais e três Fiéis do EsqdHU-51 passaram por um processo intenso de qualificação e requalificação. Este treinamento é indispensável para assegurar que as equipes estejam aptas a realizar pousos e operações em condições extremas, como as encontradas no ambiente antártico, garantindo assim a segurança e eficácia das operações marítimas e aéreas.

Importância da Qualificação em Pouso a Bordo

Pousar em um navio em movimento, especialmente em condições adversas, requer precisão e habilidade excepcionais. O treinamento abordado não apenas reforça a competência técnica necessária para operações seguras mas também fortalece a prontidão operacional do esquadrão para futuras missões. A capacidade de executar esses pousos é crucial para o sucesso das operações logísticas e de pesquisa, particularmente aquelas relacionadas ao Programa Antártico Brasileiro.

Compromisso com a Excelência

O sucesso desta missão de qualificação reflete o alto nível de profissionalismo e o compromisso dos membros do EsqdHU-51 com a manutenção de sua prontidão operacional. Sob o Comando do 5º Distrito Naval, o esquadrão “Albatroz” continua a demonstrar sua capacidade de fornecer apoio essencial e eficaz nas mais diversas e desafiadoras condições.

Marcelo Barros, com informações da Marinha do Brasil
Jornalista (MTB 38082/RJ). Graduado em Sistemas de Informação pela Estácio de Sá (2009). Pós-graduado em Assessoria de Comunicação (UNIALPHAVILLE), MBA em Jornalismo Digital (UNIALPHAVILLE), Administração de Banco de Dados (UNESA), pós-graduado em Gestão da Tecnologia da Informação e Comunicação (UCAM) e MBA em Gestão de Projetos e Processos (UCAM). Atualmente é o vice-presidente do Instituto de Defesa Cibernética (www.idciber.org), editor-chefe do Defesa em Foco (www.defesaemfoco.com.br), revista eletrônica especializado em Defesa e Segurança, co-fundador do portal DCiber.org (www.dciber.org), especializado em Defesa Cibernética. Participo também como pesquisador voluntário no Laboratório de Simulações e Cenários (LSC) da Escola de Guerra Naval (EGN) nos subgrupos de Cibersegurança, Internet das Coisas e Inteligência Artificial. Especializações em Inteligência e Contrainteligência na ABEIC, Ciclo de Estudos Estratégicos de Defesa na ESG, Curso Avançado em Jogos de Guerra, Curso de Extensão em Defesa Nacional na ESD, entre outros. Atuo também como responsável da parte da tecnologia da informação do Projeto Radar (www.projetoradar.com.br), do Grupo Economia do Mar (www.grupoeconomiadomar.com.br) e Observatório de Políticas do Mar (www.observatoriopoliticasmar.com.br) ; e sócio da Editora Alpheratz (www.alpheratz.com.br).