Imagem: SAAB

Dois avançados simuladores de voo do Gripen E foram instalados na Base Aérea de Anápolis (BAAN), sede do 1º Grupo de Defesa Aérea (1º GDA), esquadrão que opera os caças Gripen no país.

A alta tecnologia e o grau de realismo dos simuladores de voo permitem que as missões de treinamento criem cenários reais e que a Força Aérea Brasileira experiencie situações de seu interesse, trazendo melhor preparo para os oficiais.

Para o Tenente-Coronel Aviador Gustavo Pascotto, comandante do 1º GDA, as vantagens de contar com os equipamentos no Brasil são inúmeras e vão desde a economia nos treinamentos, até o aperfeiçoamento das missões.

“Do básico ao avançado, os simuladores de voo são usados em duas etapas abrangendo todo o seu espectro de utilização. Na fase inicial, contribui no treinamento para ambientar os pilotos na operação básica da aeronave, como parte do processo de implantação desse vetor na FAB. Em um segundo momento, são usados em tarefas ainda mais estratégicas no treinamento operacional de alto nível, ou seja, em cenários e situações de alta complexidade”, explica.

YouTube video